Destaque em Amor de Mãe, Magali Biff relembra sucesso em Chiquititas: “Até hoje me param na rua”

Publicado há um ano
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quem acompanhou os primeiros capítulos de Amor de Mãe provavelmente sentiu certa familiaridade durante as cenas de Magali Biff, intérprete da dedicada Nicete. Pudera: a atriz de 64 anos marcou a infância de muita gente ao interpretar uma vilã – ou melhor, duas – na primeira versão de Chiquititas, entre 1997 e 1999.

Na trama infantil do SBT, gravada naquele então em Buenos Aires, Magali começou vivendo a rabugenta Ernestina, zeladora rabugenta do Orfanato Raio de Luz. A partir de cento ponto da história, ela ganhou uma segunda personagem: a criminosa Matilde, irmã gêmea da primeira e ainda mais malvada.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Até hoje as pessoas me param na rua, tem gente que me reconhece pela voz, outras pelo sorriso. É muito saber que fiz parte da infância de muita gente. Eu gosto, me divirto”, confessa a veterana, cujas personagens foram revividas por Carla Fioroni no remake que Chiquititas ganhou em 2013.

Pela primeira integrando o elenco fixo de uma novela do horário nobre da Globo, Magali é só elogios aos intérpretes de seus filhos na obra, Ísis Valverde (Betina) e Paulo Gabriel (Genílson). “Quando olho para a Isis e para o Paulo, penso: ‘Nossa, eles podem ser meus filhos completamente’. Quando tiramos fotos para provar figurino, achei o Paulo muito parecido comigo. A Isis é uma atriz fabulosa e que domina completamente a linguagem da televisão, e nem por isso deixa de ser uma atriz acessível e generosa para contracenar. Ela deixou muito à vontade e me acolheu“, celebrou, em entrevista ao portal UOL.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais