Desalma: saiba mais sobre a identidade visual da nova série do Globoplay

Diretor de arte e cenógrafa falam de seus trabalhos na produção

Publicado há 2 meses
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta quinta-feira (22), a série Desalma estreia no Globoplay. A mais nova produção original do streaming da Globo apresenta um universo diferente: uma comunidade rural, com casas de madeira e uma cultura ucraniana, que juntas contam uma história de um drama sobrenatural.

Assim, a equipe de arte da série entrou no projeto com o desafio de amarrar todas essas linguagens e criar uma identidade visual unindo a cenografia, produção de arte, figurino e caracterização.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segundo o diretor de arte da série, Rafael Targat, qualquer produção faz parte de um trabalho colaborativo e os departamentos estão a serviço da obra. De acordo com ele, o objetivo foi criar um caráter forte e convincente. E a presença ucraniana entra em detalhes, como em um pano, ou em uma cortina, no bordado da roupa ou até mesmo na forma de um personagem falar.

Desde o início da criação da série, uma longa pesquisa foi feita por todas as áreas. Ao todo, a coleta de informações levou cerca de 15 semanas e envolveu mais de 20 pessoas, somando os quatro departamentos – cenografia, figurino, produção de arte e caracterização.

Rafael Targat, por exemplo, fez visitas a museus para entender a vida dos imigrantes ucranianos e o que eles levavam embora dos países com eles. “Além de todo o comportamento, pesquisamos também a vida rural que eles levavam, o tipo de trabalho e até mesmo as festividades, como Ivana Kupala”, detalha.

A partir dessa análise o conceito foi sendo criado. A cidade onde vive a comunidade ucraniana que serviu de inspiração para a trama, por exemplo, não apresenta uma identidade visual necessária para contar essa história. “Optamos por gravar em outras cidades do Sul, que têm uma identidade visual mais presente, com uma arquitetura diferenciada e características europeias que a gente não conseguiria reproduzir”, afirma Targat.

Antes de começar a gravar no Rio de Janeiro, as gravações de Desalma aconteceram em cidades do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná por seis semanas. Foram 36 sets de filmagem, sendo 16 deles numa propriedade de 300 mil metros quadrados, localizada na cidade de São Francisco de Paula, na região serrana gaúcha.

O local serviu de cenário para as grandes cenas de floresta, penhascos, lagos e ruínas, que ajudaram a intensificar o ar sinistro. Antonio Prado, na região serrana do Rio Grande do Sul, foi a cidade escolhida para ambientar Brígida, a cidade fictícia de Desalma.

No drama sobrenatural, o município é palco dos inúmeros acontecimentos misteriosos que permeiam a trama e apresenta forte presença da cultura ucraniana. Por isso, algumas locações da cidade gaúcha sofreram interferências. “Transformamos a fachada de uma farmácia no centro de Antonio Prado em um cinema”, diz Paula Salles, cenógrafa responsável pelo projeto.

Com letreiro escrito “Cine Ucraniano” em cirílico, o cenário recebeu a instalação de oito cartazes de filmes, tanto de 1988 quanto de 2018. “Os Garotos Perdidos”, “Karate Kid” e “It A Coisa” estão entre as obras cinematográficas da década de 80 inseridas na lateral do cinema cenográfico.

Desalma tem uma riqueza de detalhes que uma obra com referências tão marcantes merece ter, mas sem exageros. “Temos muitos elementos e detalhes da cultura ucraniana que aparecem na série, desde a bandeira do país até o bordado de toalhas de mesa, além das pêssankas, pinturas ucranianas, poemas, etc., mas a gente cuidou para não criar muitos adjetivos e inserir elementos demais. A história já conta o necessário, sem precisar incluir muita informação na cena. A gente entra com o que é extremamente necessário”, avisa Targat.

E como a maioria das séries atuais, Desalma utiliza muitos desses elementos como easter eggs. Ou seja, referências escondidas na trama que só o público que estiver prestando atenção na história consegue ver. Um quadro que associa um personagem a um pintor, ou uma foto que remete a imagem a uma determinada cena, entre outros.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio