Desafiada a ‘recriar’ Ti Ti Ti, Maria Adelaide Amaral relembra: “Não imaginava que o êxito seria tão grande”

Folhetim retorna ao ar a partir do dia 29, no Vale a Pena Ver de Novo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma trama ágil e irreverente, temperada por elementos do folhetim que nunca saem de moda, como romance, intrigas, suspense e muito humor. Por essas e outras qualidades, Ti Ti Ti, novela de Maria Adelaide Amaral e direção de núcleo do saudoso Jorge Fernando, há tempos é pedida pelo público para ser reexibida na TV Globo.

A partir do dia 29, no Vale a Pena Ver de Novo, vai ser possível rever a história da grande rivalidade entre André Spina/Jacques Leclair (Alexandre Borges) e Ariclenes Martins/Victor Valentim (Murilo Benício), que extrapola as fronteiras da vila do Belenzinho, em São Paulo, e invade as passarelas do glamoroso mundo fashion.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na primeira semana, a novela divide a faixa com as emoções finais de Laços de Família, nesta ordem de exibição. A partir do dia 05 de abril passa a ocupar toda a faixa.

Exibida originalmente entre julho de 2010 e março de 2011, Ti Ti Ti mistura núcleos da primeira versão da novela de mesmo nome, exibida em 1985, com tramas de Plumas & Paetês, de 1980, além de incluir personagens clássicos de outras novelas de Cassiano Gabus Mendes, e traz a participação de atores que foram marcantes e recorrentes na trajetória do autor, como Luis Gustavo no papel do inesquecível detetive Mário Fofoca, da novela Elas por Elas.

Nesta grande homenagem a Cassiano Gabus Mendes, que a trouxe para a TV Globo em 1990 para escrever com ele a novela Meu Bem Meu Mal, Maria Adelaide escolheu Ti Ti Ti como a trama principal de sua história, pois queria abordar o fascinante universo da moda, com o qual tem afinidade desde 1993, quando escreveu uma peça de teatro sobre Coco Chanel.

Para retratar o mundo fashion na novela, contou com a consultoria de nomes importantes do meio, como Costanza Pascolato e Glória Kalil. “Sem dúvida o maior desafio nesse trabalho foi repetir o sucesso da versão original, atualizar e renovar a trama de ‘Ti Ti Ti’, mantendo o espírito da novela de Cassiano Gabus Mendes.

O autor sempre trabalha esperando um retorno positivo de sua obra, mas eu não imaginava que o êxito seria tão grande“, conta a autora, que teve Vincent Villari, seu parceiro na autoria de suas últimas novelas, como principal colaborador em Ti Ti Ti.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio