Dennis Carvalho relembra bom humor de José Wilker no Conversa com Bial: “A gente não podia contracenar”

A roteirista Mariana Vielmond, filha de Wilker, também participou da atração

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na madrugada deste sábado (15), o Conversa com Bial prestou uma homenagem ao ator, diretor e dramaturgo José Wilker (1944 – 2014). Intérprete de inúmeros personagens marcantes, em novelas como Roque Santeiro (1985) e Senhora do Destino (2004), o artista teve sua trajetória relembrada pelo diretor Dennis Carvalho e por Mariana Vielmond, sua filha.

Dennis, com quem Wilker trabalhou em inúmeras produções, revelou sua grande amizade com o ator. O diretor contou que José Wilker era conhecido pelo seu senso de humor, que contagiava a todos que trabalhavam com ele.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Durante a conversa, Pedro Bial exibiu uma cena da novela Brilhante (1981), na qual Carvalho e Wilker contracenaram. Foi quando o diretor revelou que preferia dirigi-lo a contracenar com ele. “A gente não podia contracenar, a gente ria muito. O Zé era um palhaço, com aquela cara de cínico dele”, contou, divertindo-se.

Filha de José Wilker com a atriz Renée de Vielmond, a roteirista Mariana Vielmond também participou do programa, revelando várias iniciativas da família para preservar a memória do artista. Ela contou que o pai deixou uma biblioteca com mais de 9 mil livros, que foram doados ao Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro.

Ela também falou sobre o projeto Na Cabeça do Zé, no qual atores amigos do ator leem diversos trechos sublinhados de seus livros. Mariana também revelou que pai deixou mais de dez peças de teatro inéditas, que foram datilografadas numa máquina de escrever, e também contou sobre Perpétua Ventania, documentário que reunirá imagens feitas pelo próprio pai.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio