Delegado solicitou entrada no BBB19 para interrogar Paula

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Segundo o jornal Extra, o delegado Gilbert Stivanello, da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) do Rio de Janeiro, solicitou entrada no BBB19, para interrogar Paula sobre acusações de intolerância religiosa.

Leia também: Paula insinua que Rodrigo fez ‘trabalho’ para vencer o paredão

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Vamos ao local para confrontar o que vimos nos vídeos. A questão em análise é de intolerância religiosa. Ainda há dúvida no fato de haver crime na fala dela e a conversa vai ajudar bastante a elucidar”, disse o delegado em entrevista ao jornal.

Delegado contou que Paula não precisará deixar o reality para ser interrogada. Caso deixasse, a sister seria eliminada automaticamente. “Ela é investigada por conta dessas falas e vou confrontar o que ela disse no programa com o que disser pessoalmente. Em muitas outras declarações, não vejo tipificação de crime. As falas podem ser politicamente incorretas. O interrogatório vai ajudar bastante a elucidar essa história. Paula vai ser ouvida num espaço reservado e sigiloso na emissora. Vou conversar ainda com Rodrigo, para saber se ele sentiu ofendido. É preciso ouvir todas as partes”, acrescentou.

Confira: BBB19: Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância abre inquérito e irá investigar racismo no programa

Entenda:

Paula insinuou que Rodrigo teria feito macumba em diversas situações. A mais recente aconteceu antes de Maycon ser eliminado nesta terça-feira (18), a bacharel em direito insinuou que o Rodrigo teria feito um ‘trabalho’ para vencer a disputa no paredão.

Entretanto, o ex-brother também chegou a dar declarações como de Paula, dizendo que Rodrigo fez macumba para Isabella ficar doente dentro do reality e afirmou que teria medo de Gabriela. O delegado falou sobre o caso do ex-brother: “O que eu vi nas imagens dele foi uma situação meio fantasiosa. Não vi sugestão de ato de intolerância religiosa”.

+ ACOMPANHE TUDO SOBRE O BIG BROTHER BRASIL 19

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio