Debora Bloch comenta realismo de Segunda Chamada: “Fizemos com esse objetivo”

Publicado há um ano
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No ar como a professora Lúcia de Segunda Chamada, série da TV Globo escrita por Carla Faour e Julia Spadaccini, Debora Bloch falou sobre a produção ter sido gravada durante seis meses, tempo longo por se tratar de um seriado.

“A maneira como a gente gravou é bem diferente da forma como acontece nas novelas. Filmamos em locações, e não em estúdios. Era uma câmera só, uma equipe menor. Esse trabalho tem um jeito mais parecido com o de cinema”, explicou a estrela ao jornal Extra.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A famosa disse esperar que os professores se identifiquem. “A linguagem da trama é bem realista. E encontrar o tom certo para cada trabalho não é uma coisa que vem fácil. Mas fizemos esse trabalho com esse objetivo”, analisou.

Com relação à personagem que interpreta, a atriz descreveu como uma professora comprometida com a educação. “Ela se envolve demais com os alunos, para além da escola. Ela se mete com os problemas pessoais deles, e isso acaba lhe causando problemas”, afirmou.

“Ao mesmo tempo, Lúcia tem uma história pessoal trágica. Ela perdeu um filho adolescente que era aluno da escola. E ela carrega essa imensa dor”, apontou a artista, dizendo gostar de trabalhar em séries. “Acho que nesse tipo de trabalho a gente tem mais tempo para elaborar. É mais sofisticado”, concluiu Debora.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais