Danilo Mesquita fala sobre a morte de Carlos: “Eu chorei”

Publicado há um ano
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No capítulo desta sexta-feira (7) de Éramos Seis, trama das 18h de Angela Chaves, Carlos (Danilo Mesquita) morreu após ter sido baleado durante uma manifestação. Em entrevista ao Observatório da TV, o astro que vive o personagem falou sobre o momento.

“Eu chorei. Todo mundo da equipe já falava comigo que tinha se emocionado com a cena, que tinha chorado… Fiquei bem emocionado. Eu li esperando para gravar, e minha cena seguinte era outro clima, super alegre. Tive até um pouco de dificuldade, porque eu fiquei chocado e bem triste”, afirmou o artista.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Como ator eu nunca tinha experimentado esse lugar, então era tudo muito novo. Eu pensei que tinha que estar ali, presente, junto com meus companheiros. Estava esperando o momento da cena para saber como ia acontecer. Me concentrei bastante e esperei pra viver aquilo na hora, com meus colegas, e foi muito emocionante”, destacou o artista.

O astro ainda elogiou o elenco. “Eu tenho muita sorte de trabalhar com os melhores. Tive a honra e a felicidade de contracenar com Antonio Calloni e Gloria Pires, que são craques do nosso ofício, são pessoas que a gente cresceu assistindo e admirando”, analisou.

“É muito bom poder estar perto das nossas referências. Eu fico olhando tudo: a postura do dia a dia, como eles cumprimentam as pessoas, a educação, como eles estudam, entram em cena, resolvem problemas. É olhando pra eles que a gente vai traçando o artista que quer ser”, refletiu o artista, que garantiu que seguirá vendo a produção.

“Vou acompanhar os meus colegas com todo o amor do mundo. A novela é linda, e eu fiquei muito feliz de ter feito, muito honrado de ter participado de tudo isso. Agora, vou assistir com muito orgulho de todos”, concluiu Mesquita.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio