Daniel vai intervir em invasão da Guarda após denúncia de Joana

Publicado há 9 meses
Por Arthur Pazin
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos próximos capítulos de O Rico e Lázaro, na Record TV, Joana (Milena Toscano) vai levar até o conhecimento de Daniel (Gabriel Gracindo) a invasão da Guarda Real à casa de Ilana (Cláudio Mauro). Ele irá, em seguida, tirar satisfação com Nebuzaradã (Ângelo Paes Leme)

A jovem tomará a decisão durante conversa com os amigos após o ocorrido. Arrasada após o ocorrido, ela e os voluntários serão consolados por Zac (Igor Rickli). “Eu fiz o que eu pude”, lamentará.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Revoltada, Joana dirá que os soldados não poderiam ter expulso os acolhidos e o irmão de Rabe-Sáris (Gustavo Leão) prometerá que vai resolver a situação com os irmãos. “De que adianta? Agora é tarde”, rebaterá a mocinha.

O filho de Chaim (Henri Pagnoncelli) alegará que não teve o que fazer, uma vez que os guardas estavam armados e possuíam autorização para a invasão. Joana, então, avisará que vai falar com alguém que não usa armas, mas tem mais poder que o irmão babilônico do rapaz, referindo-se a Daniel, que ao se inteirar, ficará inconformado com a ação.

Por que fizeram uma coisa dessas?”, questionará. Joana contará que eles alegaram que não existe espaço para miseráveis no reino. “Foi horrível, Daniel. De uma violência sem tamanho”, completará a jovem.

O hebreu vai criticar a cultura babilônica e afirmará que isso prejudica seu trabalho. Joana explicará que por isso ela está fazendo sua parte e o governador vai agradecer sua ajuda, perguntando, na sequência, se ela sabe de quem veio a ordem.

Sem saber a resposta, Daniel dirá à Joana que vai procurar Nebuzaradã para esclarecer os fatos e confessará que fica surpreso com a grandeza da voluntária. “Obrigada, é como se Deus tivesse me mostrado esse caminho, dado um novo sentido pra minha vida”, argumentará Joana, que afirmará estar frustrada apesar de tudo.

Não desanime! Não há obstáculo que a fé não ajude a separar”, aconselhará o governador, que prometerá, ainda, levar a questão também para o rei Nabucodonosor (Heitor Martinez). Logo depois da conversa com Joana, ele vai se encontrar com o chefe da guarda e perguntará qual foi a razão de ter impedido hebreus de ajudarem pessoas necessitadas.

“Gente inútil deve ser afastada para o bem do reino. Por essas e outras razões a Babilônia é gloriosa e próspera”, responderá o amante de Sammu-Ramat (Christine Fernandes), que será rebatido pelo governador. “Injustiça nunca contribuiu para a glória de um reino”.

Nebuzaradã lembrará que este tipo de pensamento contribuiu para a destruição de Jerusalém e Daniel garantirá que ele não está certo no que diz. “A lei que Deus nos deu diz que temos que cuidar dos menos favorecidos”. O chefe da guarda, então, reforçará ao hebreu que Babilônia é regida por Marduck e não pelo Deus de Daniel.

Respirando fundo, o governador dirá que gostaria de saber o que o rei vai achar da atitude da guarda, já que ele baixou um decreto protegendo os costumes hebreus. Aproximando-se do rival, Nebuzaradã dirá que ele e seus amigos têm muita sorte pelo rei tê-los aturado por muito tempo.

“Mas as coisas podem mudar, não é mesmo? E algo me diz que o soberano vai se arrepender da proteção que lhes deu”, concluirá o soldado, que deixará o local na sequência. Mais Informações, curiosidades, sinopse, personagens e o resumo diário e atualizado dos capítulos de O Rico e Lázaro.

Confira o resumo dos capítulos das outras novelas da TV Globo, SBT, Record TV e Band.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais