Daniel Ortiz explica porque não abordou a covid-19 em Salve-se Quem Puder

Trama foi interrompida em razão da pandemia

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Salve-se Quem Puder está de volta ao horário das sete. No próximo dia 22, a trama de Daniel Ortiz será reexibida desde o primeiro capítulo, após ser interrompida em razão da pandemia. Com as gravações finalizadas em dezembro de 2020, os capítulos inéditos vão ao ar a partir de maio.

A trama conta a história de Alexia (Deborah Secco), Kyra (Vitória Strada) e Luna (Juliana Paiva) que tem seus destinos interligados após um furação, no México. O autor Daniel Ortiz explica que construiu o desfecho sem ter a trama ao ar, uma situação nova para ele e comentou porque não abordou a pandemia na trama.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Fiquei imaginando que colocar o coronavírus na novela seria pesado, primeiro porque iria alterar toda a dinâmica da história, e segundo porque é uma novela das sete, exibida entre dois jornais. Decidimos tentar fazer o melhor que poderíamos. Essa é uma novela de comédia, de aventura, e sabíamos que seria difícil gravá-la com os protocolos. Mas tínhamos que tentar, porque o público merece esse respiro”, afirma.

Já o diretor artístico Fred Mayrink falou sobre os desafios da retomada dos trabalhos. “Houve um pacto muito bonito entre todos nós, no sentido de nos cuidarmos, de cuidarmos uns dos outros. Acho que só foi possível tornar esse trabalho agradável, dentro da loucura que foi, por causa dessa grande parceria. Reforçou mais ainda as nossas relações”, avaliou.

Grace Gianoukas também falou sobre sua personagem: “Eu passei a quarentena inteira cantando pela casa a música dela, para não perdê-la. Foi muito legal quando eu voltei e vesti o figurino. Ela veio inteira. Parecia que o tempo não tinha passado, a personagem estava viva em mim. Também foi muito legal voltar ao nosso cenário. Ajudou muito”, lembrou.

A intérprete da vilã Dominique, Guilhermina Guinle, diz estar ansiosa para acompanhar a continuação da história. “O Daniel (Ortiz) ter escrito um gancho para a interrupção da novela, com a minha personagem envolvida, foi muito marcante para mim. E ainda mais a gente conseguir encaixar a continuação disso, quase cinco meses depois, quando voltamos a gravar, tentando reproduzir tudo da melhor forma possível“, falou.

Atriz que dá vida a Renatinha, Juliana Alvez elogiou a equipe. “Tive a sensação de que o clima de gravação foi de mais parceria ainda do que já era antes. Senti que as relações se fortaleceram, apesar de o contato físico ter sido muito menor”. Bruno Ferrari afirma que se sentiu mais confortável. “Concordo que ficamos mais unidos. Levei uns três ou quatro dias para me readaptar”.

Thiago Fragoso, que vive Alan, também elogiou a equipe. “Eu amo trabalhar e não gravar me deixa muito angustiado. Fomos pegos de surpresa e tive muito receio na hora de voltar. Mas, quando voltamos, o protocolo nos deixou muito seguros. Vimos que tudo estava sendo feito da melhor forma possível para que todo mundo trabalhasse sem se contaminar”, avalia.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio