Daniel Filho diz que Malu Mulher não apoiaria Bolsonaro e alfineta Regina Duarte: “Não entendo essa mudança dela”

Publicado há 2 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta sexta-feira (24), faz 40 anos que a TV Globo estreou Malu Mulher, série protagonizada por Regina Duarte e Dennis Carvalho. Daniel filho foi quem dirigiu e criou a produção. A obra marcou uma geração por abortar temos do universo feminino que eram considerados tabus na época.

Logo no primeiro
episódio, Malu descobre que foi traída pelo marido, leva um tapa durante a
briga com o homem e resolve pedir a separação. “Bate, bate bastante. Mata. Mas
é a última vez que você encosta em mim”, diz a mocinha durante a cena.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“A escolha de Regina Duarte era muito importante para mim. Como ela era tão querida como a menina, a namoradinha da novela das oito, eu queria colocá-la como uma desquitada, tomando porrada do marido. Isso ia tocar direito nas pessoas. Briguei bastante para que ela fizesse o papel”, afirmou Daniel em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo.

Aproveitando o
polêmico apoio que Regina faz ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL), o
profissional foi questionado sobre como seria o posicionamento de Malu. “Malu
Mulher não votaria em Bolsonaro”, garantiu o artista, que disse ainda não
entender a postura da atriz.

“Simplesmente não
entendo. Compreendo que não tem o porquê de as pessoas serem firmes para
sempre, mas não entendo essa mudança dela para a direita, assim dessa forma.
Ela era de esquerda mesmo, eu continuo”, garantiu Filho. Procurada pelo
impresso para falar sobre a produção, Regina não atendeu ao pedido.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio