Como Será? mostra a São Paulo que não dorme

Publicado em 09/06/2017

No último episódio do quadro ‘Expedição Urbana’, Renato Cunha circula por uma São Paulo que não para. São 24 horas de serviços e opções de lazer que se adaptam à rotina dos moradores da maior capital brasileira. Além disso, o funcionamento na madrugada traz benefícios para a economia da cidade, com empreendedorismo e geração de empregos. Renato conversa com o professor Ricardo Ricci Uvinha, da USP, que cita as vantagens de uma cidade que não dorme para a administração e para os moradores. Uma médica explica como trocar o dia pela noite afeta o sono e a saúde, e o que pode ser feito para amenizar os impactos causados por uma jornada invertida de trabalho. Entre uma conversa e outra, o repórter circula por endereços como a 25 de Março, o Baixo Augusta e o turno da madrugada em uma universidade. Encerrando a temporada no ‘Expedição Urbana’, Sandra Annenberg recebe no estúdio do Como Será? o economista, ambientalista e consultor do quadro, Sérgio Besserman, para falar sobre cidades inteligentes.

No ‘Hoje é dia de buscar ET’, Alexandre Henderson acompanha alunos do curso de Astrobiologia na missão Garatéa, que solta sementes de tomate na estratosfera para descobrir se elas germinam após impactos como diferenças de temperatura e pressão atmosférica. Em um observatório, o repórter conversa com alunos e professores sobre a possibilidade de encontrar seres em outros sistemas. Com uma equipe da Associação Brasileira de Ufologia, Alexandre observa o céu em busca de OVNIs, e em um encontro com fãs de ‘Guerra nas Estrelas’, ele tem “um dia de jedi”.

O estudante Igor Batista tem a oportunidade de experimentar a rotina nas áreas de Arquitetura, Finanças e Odontologia no quadro ‘Qual vai ser?’. Ele acompanha a rotina de um arquiteto no projeto de restauração de uma passarela (Arquitetura é a opção apontada por ele); participa da entrevista com uma cliente em busca de recursos para um negócio em uma consultora financeira (Finanças é a profissão sugerida pela família) e vive a rotina de um dentista em um consultório (Odontologia é a profissão apontada pela orientadora Katia Ura). A escolha de Igor é revelada no estúdio.