Como Será?: Alexandre Henderson visita comunidades quilombolas e mostra suas tradições

Publicado há 2 anos
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os quilombos foram grandes focos de resistência na luta pela liberdade durante a escravidão no Brasil. As comunidades quilombolas que ainda existem no território brasileiro são tema do quadro ‘Hoje é dia de…’, no ar no Como Será? deste sábado, dia 25. Alexandre Henderson visita a União dos Palmares, em Alagoas. Lá, ele conversa com o professor de História, Zezito de Araújo, sobre a história destes núcleos, sua estrutura e a figura de Zumbi, grande herói dos escravos. Em Muquém, último remanescente do Quilombo dos Palmares, Alexandre mostra como as famílias lutam para manter vivas as tradições dos seus ancestrais, principalmente, através da dança.

A série ‘Além do voto’ explica o que são os Conselhos de Políticas Públicas e como eles funcionam. Criados oficialmente em 1988, eles são espaços para que a sociedade civil organizada possa ser ouvida e participar da formulação de políticas públicas junto ao governo. São milhares espalhados pelo Brasil em três níveis (nacional, estadual e municipal). Diversas áreas temáticas: saúde, educação, assistência social, habitação, trabalho, drogas etc. Para a reportagem, Mariane Salerno visita o Conselho Nacional de Saúde e o Conselho Estadual de Assistência Social do Rio Grande do Sul.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também: Joelma curte dia de turista em Gramado

Ballet de Queensland

Em Brisbane, na Austrália, a correspondente Manuela Franceschini apresenta o projeto do Ballet de Queensland. O projeto usa a dança para tratar pacientes com o Mal de Parkinson há seis anos. Nas aulas, eles trabalham coordenação, ritmo, tempo e expressão corporal, alcançando resultados visíveis. As aulas serviram como base para a primeira pesquisa sobre Parkinson e dança na Austrália.

No estúdio, Michelle Loreto entrevista o cirurgião plástico Luís Felipe Maatz. Ela tira dúvidas sobre quando este tipo de intervenção é realmente indicada. E ainda quais são as diferenças entre a cirurgia reparadora e estética, quais são os principais cuidados na hora de escolher um médico, entre outras perguntas do público.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio