Com seu primeiro vilão, José Mayer diz “A fama de pegador já era”

Publicado há 4 anos
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Aos 67 anos de idade, José Mayer dá a vida a Tião, seu primeiro vilão na novela A Lei do Amor, da Rede Globo. O personagem vivido por Thiago Martins nos primeiros capítulos, agora está casado com a protagonista Helô (Claudia Abreu).

Perguntado pelo jornal carioca Extra, sobre qual o gostinho de fazer um vilão pela primeira vez, o veterano ator não poupou simpatia: “O meu papel tem gostinho de muito Ômega 3! Peixes bons, sardinhas… (risos) É preciso uma boa memória para decorar tanto texto. Eu já estava desacostumado com isso. Todos os atores que admiro são incrivelmente dedicados ao trabalho. Marília Pêra, Fernanda Montenegro e Paulo José são meus modelos, são gente que não fica na dependência da inspiração. É um grande esforço, uma carpintaria mesmo.”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

José Mayer descreve Tião Bezerra, seu personagem como um homem vitorioso que construiu tudo através da falta de amor, que mantém uma garçonnière onde se encontra com prostitutas. Perguntado sobre traição, o ator afirma que considera um desrespeito, um rompimento de um pacto importante de fidelidade.

Com papéis de galã na TV, conquistou a fama de pegador sobretudo nas novelas escritas por Manoel Carlos, onde desabafa:

“A fama de pegador já era, né? Olha pra mim! Eu já sou um velhotezinho! A função da sedução está mais ligada à juventude, não tenha dúvida disso. Eu adorarei se os autores continuarem escrevendo boa dramaturgia e acontecimentos amorosos na vida de atores maduros. É possível. Acho que nós podemos fazer trabalhos magníficos. Veja, por exemplo, Sonia Braga, que está iluminada em Aquarius. Nunca a vi tão deslumbrante como nesse filme. Ela está maravilhosa! Questiono os critérios da comissão que não escolheu essa obra para o Oscar, deve haver alguma pinimba política aí. O trabalho de Sonia é ‘oscarável’.”

José Mayer ainda diz que Tião não será um grande vilão, já que a trama possui outros, mas sim um vilão humanizado.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio