Com grandes personalidades mundiais, GNT estreia “O Futuro é Feminino”; saiba mais

Publicado há 2 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

As jornalistas Claudia Alves, Fernanda Prestes e Bárbara Bárcia encabeçam uma nova série no canal de TV paga GNT. Se trata de O Futuro é Feminino, que estreia nesta quarta-feira (6), às 23h30. Elas entrevistaram mulheres importantes em três países. Eles são Brasil, Paquistão e Islândia e os conectam a partir da questão da luta das mulheres.

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, explicou o qual é o foco da atração. “Esse não é um programa em que falamos que vamos dar voz para as mulheres, porque isso já está posto. A gente tem voz. O que temos é o privilégio de estender essas vozes para outros lugares”, disse.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Concorrentes, Regina Volpato e Leão Lobo falam sobre rivalidade na TV; assista

Já Fernanda Prates contou a importância de realizar uma análise sobre a questão no Brasil e no exterior. “Queríamos mostrar os extremos e fazer uma comparação com o Brasil. (…) Achávamos que iríamos encontrar uma realidade muito mais opressora para as mulheres do que no Brasil, mas quando a gente chegou lá vimos que a semelhança com o que acontece aqui era muito grande. A essência do machismo é a mesma em qualquer lugar do mundo: é a mentalidade de que a mulher é um ser inferior que pertence ao homem e que, por isso, ele pode fazer o que quiser com ela”, avaliou.

E mais!

Ainda de acordo com ela, não é islã que leva os homens a serem violentos com as mulheres, e, sim, o patriarcado. “Enquanto isso, no Brasil, que é um estado laico, a religião é quem decide quais pautas serão postas à frente, como no caso do aborto. Não usamos véu, mas muitas vezes somos controladas pela religião de forma velada”, avaliou.

Dentre os grandes nomes entrevistados em O Mundo é Feminino estão a atividade Angela Davis, a documentarista Oscar Sharmeen Obaid-Chinoy e primeira mulher a virar presidente de uma nação Vigdís Finnbogadóttir.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio