Com dupla de apresentadores e sem paredão: Saiba o que mudou no BBB com o passar dos anos

A atração foi ao ar pela primeira vez em 2002

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A partir de 11 de maio, a primeira edição do Big Brother Brasil será reprisada no canal Viva e estará disponível no GloboPlay. Em 2002, muita coisa era diferente da edição atual. Relembre curiosidades da edição. As informações são do portal Notícias da TV.

O programa era comandando por uma dupla de apresentadores:  Pedro Bial e Marisa Orth. Com o tempo, as participações da atriz foram reduzidas e o jornalista ganhou mais destaque, até que o programa passou a ser apresentador somente por ele. Tiago Leifert só assumiu a atração em 2017.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O termo paredão ainda não existia. Na primeira eliminação da história, a apresentadora perguntou: “Quem será o primeiro despejado?“. Em entrevista ao Memória Globo, Pedro Bial explicou o surgimento do termo usado atualmente.

O paredão foi criado pelo artista plástico baiano Adriano [de Castro], de Salvador, que usou pela primeira vez. A gente falava noite da eliminação, noite da exclusão, que eu não gostava, achava esquisito, a noite da desclassificação, mas tudo carecia de pegada. Aí lá dentro ele falou: ‘Vai pro paredão!’. Pronto, paredão pegou“, disse.

As formações de paredão não eram exibidas ao vivo, como acontece hoje. O material era gravado e exibido ao público momentos antes do resultado ser revelado à casa. Além disso, todos as berlindas foram duplas, somente a grande final foi disputada por três participantes:  Kleber Bambam, Vanessa Pascale e André Gabeh.

A votação no BBB 1 era feita somente por ligação telefônica. O telespectador precisava ligar para o número 0800-708-8011 para eliminar um participante e 0800-708-8012 para votar no outro. Nas edições seguintes, foram adicionadas a possibilidade de voto por internet e SMS. A partir de 2018, o site oficial se tornou o único meio de votação.

A função Anjo apareceu em 2003. Já as estalecas surgiram apenas em 2005, na edição vencida por Jean Wyllys. Enquanto que a xepa, apareceu somente na edição 11 e os demais participantes ficavam na Casa de Luxo, com mordomias diferentes para cada grupo de confinados.

Se atualmente pisar fora da casa gera eliminação, em edições passadas alguns brothers puderam ter contato com o público externo. A primeira vez foi quando Kléber Bambam e Cristiana Mota participantes do BBB1, desfilaram no Carnaval. O fato se repetiu no BBB 4 e mudou nas outras edições.

De lá pra cá, o prêmio também mudou. Na primeira edição, Kléber Bambam levou R$ 500 mil, enquanto Vanessa, a segunda colocada, recebeu R$ 30 mil e André, terceiro colocado, R$ 20 mil. O primeiro vencedor a receber o prêmio de R$ 1 milhão foi Jean Willys, em 2005. Marcelo Dourado, vencedor da edição 10, em 2010, inaugurou o prêmio nominal de R$ 1,5 milhão.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio