Com atrasos no Ministério da Saúde, Jornal Nacional muda divulgação de estatísticas de mortes por covid-19

Comunicado foi dado nesta quinta (4) por William Bonner e Renata Vasconcellos

Publicado há 5 meses
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A edição de hoje (quinta-feira, 4) do Jornal Nacional já começou de forma impactante. Logo nos primeiros minutos no telejornal, o apresentador William Bonner anunciou ao público que, em virtude dos recentes atrasos do Ministério da Saúde na atualização das estatísticas do coronavírus, a forma de apurar e apresentar esses dados pelo programa será alterada.

Para que você tenha sempre os números mais atuais dessa pandemia, a partir de hoje o Jornal Nacional vai apresentar os dados das secretarias estaduais de Saúde, totalizados pelo G1 – e também os números atualizados do Ministério da Saúde quando forem divulgados a tempo“, detalhou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Desde o início da pandemia, o Jornal Nacional tem registrado os números oficiais do Ministério da Saúde. No começo os números de casos de óbitos eram anunciados às 17h em Brasília, imediatamente antes da entrevista coletiva diária com o então ministro Luiz Henrique Mandetta“, recordou Bonner.

Indireta bem direta

Com a saída de Mandetta, as entrevistas coletivas deixaram de ser diárias, e a divulgação dos dados foi sendo retardada. Passou a ser feita às 7 da noite, na gestão do ministro Nelson Teich“, prosseguiu o âncora.

Com a saída de Teich, esse atraso aumentou. Ontem, o Ministério da Saúde alegou problemas técnicos e avisou que só divulgaria os dados às 10 horas da noite. Essa planilha foi divulgada às 22 , mesmo com os dados atualizados desde as 19h“, queixou-se na sequência Renata Vasconcellos, ao melhor estilo “para bom entendedor, meia palavra basta”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais