CNN Brasil prepara megaplantão sobre coronavírus

Na semana anterior, canal exibiu o Breaking News Coronavírus

Publicado há 6 meses
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A CNN Brasil não quer nem saber de ficar atrás na cobertura sobre a pandemia do novo coronavírus no Brasil e no mundo. O novo canal de jornalismo ainda busca conquistar e consolidar seu espaço, apesar de já apresentar índices de audiência maiores do que dois concorrentes com mais de uma década de mercado.

A nova rede de notícias já incomoda a líder GloboNews, que anunciou sua grande cobertura do tema no fim de semana.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Por conta disso, a emissora, que estreou em 15 de março, anunciou informalmente em seus telejornais desta sexta-feira (28) que sua equipe apresenta um programa especial, em esquema de plantão, durante todo o sábado (28) e o domingo (29).

Tudo indica que a estrutura segue a mesma da semana passada, quando foi ao ar o programa Breaking News Coronavírus. Sempre em duplas, a CNN Brasil escalou âncoras para cada período.

Reinaldo Gottino avisou que aparece na tela na manhã de sábado. Daniela Lima disse que apresenta na tarde do mesmo dia. Já Monalisa Perrone revelou, no Expresso CNN, que, a partir de 17h de domingo, comanda o programa com Evandro Cini, repórter do canal.

Vale ressaltar que a CNN Brasil, estranhamente, não divulgou nenhuma chamada sobre o plantão ou avisou aos telespectadores em suas plataformas digitais. No site do canal, a grade de programação está desatualizada. Todas as informações surgiram informalmente em conversas entre os âncoras do canal, que não foram muito assertivos sobre como será o programa.

No fim de semana passado, a atração seguiu, praticamente, o mesmo formato dos jornais da emissora e utilizou apenas um cenário, o do CNN 360 e do Jornal da CNN, com a redação de fundo. Os âncoras foram revezando.

Se seguir exatamente a mesma ideia, o canal aposta em entrevistas com especialistas e autoridades, via link. As redações de Brasília e Rio de Janeiro seguem apoiando.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais