CNN Brasil é detonada após William Waack comentar protesto contra racismo

Jornalista foi acusado de preconceito racial quando estava na Globo

Publicado há 4 meses
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O apresentador William Waack se tornou assunto nas redes sociais depois de ter como pauta de seu jornal os protestos nos Estados Unidos. Nesta semana, milhares de pessoas foram as ruas reclamar junto às autoridades a morte de George Floyd, um homem negro asfixiado por um policial branco.

O assassinato de Floyd gerou revolta nos Estados Unidos e ganhou repercussão internacional por séries de implicações do racismo estrutural na sociedade americana.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A CNN Brasil abriu espaço na sua programação ao longo do dia para o caso. À noite, no Jornal da CNN, foi quando Waack entrou na cobertura. Foi aí que os usuários do Twitter começaram a polemizar.

O acusado de racismo, quando comandava o Jornal da Globo, em novembro de 2017. Ele foi afastado da Globo depois que um vídeo de quando ele se preparava para entrar no ar vazou.

Neles, Waack proferiu as seguintes palavras: “Tá buzinando por quê, seu merda? Eu não vou nem falar porque eu sei quem é, né? É preto, é preto. É coisa de preto”.

O episódio gerou revolta e William Waack acabou demitido da Globo. Por causa disso tudo, a web reagiu, questionando a legitimidade do jornalista na cobertura e a escolha da CNN Brasil em colocá-lo na pauta. Confira.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais