CNN Brasil define protestos contra o racismo como “vandalismo”, apaga o post e é esculhambada; Monalisa Perrone corrige no ar

Telejornal ainda escalou quatro jornalistas brancos para discutir racismo estrutural

Publicado há 8 dias
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ao noticiar os protestos contra o racismo que ocorreram durante toda a tarde-noite desta sexta (20), Dia da Consciência Negra, a CNN Brasil foi detonada pelo público e por internautas ao definir como “vandalismo” esses protestos.

“É bom que CNN Brasil saiba: a chamada de matéria de vocês é infeliz. Vocês ainda não entenderem como distinguir a vida de uma pessoa negra espancada e a quebra de uma vidraça que o jornalismo de vocês nessa pauta ainda é tão medíocre”, reagiu o teólogo e ativista Ronilso Pacheco, no Twitter, contra a cobertura do canal de notícias da Avenida Paulista.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em publicação nas redes sociais oficiais, o canal legendou “vândalos depredam mercado em São Paulo” para falar sobre o caso de uma famosa rede de supermercados que teve várias sedes pelo Brasil invadidas por manifestantes.

Os protestos ocorrem após o brutal assassinato de um homem negro dentro desse supermercado, numa loja de Porto Alegre. Minutos depois a publicação foi retirada das redes sociais da CNN Brasil e posteriormente Monalisa Perrone voltou ao ar no Expresso CNN com quatro jornalistas brancos discutindo racismo estrutural.

Vista mais essa repercussão negativa, Perrone se posicionou ao vivo e ressaltou: “Estamos aqui, quatro pessoas brancas falando. Não estamos no lugar de fala“, disse ela. Adiante, ela corrigiu: “Manifestação com invasão de vândalos“, esclareceu.

Confira a publicação apagada pela CNN Brasil:

Confira alguns comentários no Twitter:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio