Cinegrafista entra com ação contra a Globo e pode faturar mais de R$ 3 milhões

O profissional alega que não recebeu pelas horas extras e outros direitos

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Cleber Schettini do Rosário, cinegrafista que trabalhou durante 46 anos na TV Globo e que deixou a emissora em fevereiro de 2018, entrou com uma ação contra a empresa alegando que tinha direito a receber direitos trabalhistas e horas extras.

De acordo com os jornalistas Vinícius Andrade e Li Lacerda, do Notícias da TV, foi definido em duas instâncias que a platinada terá que pagar uma indenização de R$ 3,2 milhões ao ex-contratado. O caso, que corre na Justiça do Trabalho, ainda não foi julgado.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A defesa de Cleber alega que além da hora extra, o cinegrafista ainda trabalhava no período noturno, aos domingos, e que não recebeu o total pelo que foi exercido. O profissional destaca também que tinha somente 30 minutos de descanso, e não uma hora como deveria, e que não batia ponto, tendo horário flexível.

Depois das duas instâncias, o caso foi parar no Tribunal Superior do Trabalho no último dia 5. Foram acolhidos os recursos de ambas as partes e agora se aguarda a resolução final da ação. Ao portal, a assessoria do canal disse não comentar “sobre assuntos sub judice” e a defesa de Cleber não enviou resposta.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio