Cinco motivos pelos quais Por Amor é a melhor novela no ar na TV Globo

Publicado há um ano
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No ar desde o dia 29 de abril, data na qual estreou no Vale a Pena Ver de Novo, Por Amor, trama das 21h de Manoel Carlos que foi exibida pela primeira vez em 1998, está fazendo sucesso, mesmo sendo reprisada pela segunda vez na TV Globo.

A produção chega a marcar 20 pontos de média na Grande São Paulo,
algo considerado muito alto para a faixa vespertina da platinada. Mas a grande
repercussão do enredo vai além dos números. Atualmente, a produção é a melhor
do segmento da emissora e vamos explicar os motivos agora.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Apelo emocional

Helena (Regina Duarte) em Por Amor (Reprodução/TV Globo)

Se tem uma coisa que Maneco sabe trabalhar é a emoção dos seus
personagens, e assim, cativar o público. Os acontecimentos que movem a trama
são sempre motivados pelos sentimentos. Seja amor, ódio, vingança, inveja,
entre tantos outros.

As situações vividas são muito emblemáticas e geram debate entre os fãs. O telespectador se questiona sobre de qual maneira agiria e se tal atitude realmente é tão condenável ou não. É difícil passar indiferente as cenas do folhetim.

Personagens

Lídia (Regina Braga) em Por Amor (Reprodução/TV Globo)

Diferente de algumas produções atuais que alteram as personalidades
dos personagens conforme a aprovação ou não do público pela audiência, em Por
Amor os papéis possuem suas definições e permanecem assim até o último
capítulo.

Papéis como Branca (Susana Vieira), Laura (Vivianne Pasmanter), Eduarda (Gabriela Duarte), Helena (Regina Duarte), Isabel (Cássia Kis), Arnaldo (Carlos Eduardo Dolabella), Atílio (Antonio Fagundes), Marcelo (Fábio Assunção), Milena (Carolina Ferraz), Nando (Eduardo Moscovis), Lídia (Regina Braga), Orestes (Paulo José) e Sandrinha (Cecília Dassi) são recordados por quem já assistiu a produção.

Diálogos e embates

Milena (Carolina Ferraz) e Branca (Susana Vieira) em Por Amor (Reprodução/TV Globo).

O Observatório da Televisão já fez um ranking de cenas memoráveis da novela, e o que fica claro é que o novelista sabe criar embates como poucos. Os diálogos são precisos, nada é desperdiçado na hora da confusão.

Praticamente todos os personagens sabem muito bem o que querem
falar, tanto para se defender como para ferir o rival. Existe motivação, algo
que costuma ser ensinado como de grande importância para quem planeja escrever
um roteiro.

Atuações

Branca (Susana Vieira) em Por Amor (Reprodução/TV Globo).

Se os personagens são citados como um dos pontos fortes da produção,
um dos motivos é a grande qualidade do trabalho dos atores. Aqui talvez Susana
Vieira tenha o seu melhor desempenho da carreira. Poucas vezes esteve tão
precisa e incrível como a vilã Branca.

Apesar da pouca experiência que tinha na época, Gabriela Duarte não
foi ‘engolida’ pelos veteranos e defendeu com muita dignidade a sua Eduarda.
Regina Duarte seguiu ótima ao mais uma vez viver uma protagonista e a química
com Antonio Fagundes seguiu perfeita.

Originalidade

César (Marcelo Serrado) e Helena (Regina Duarte) trocando os bebês em Por Amor (Reprodução/TV Globo)

Enquanto os autores seguem em busca de criar algo de diferente em suas novas produções, Maneco teve a ousadia de colocar nos anos 90 uma protagonista que engravidasse junto com a filha e que depois colocasse o filho vivo no lugar do neto, que nasceu morto. Isso sem ninguém saber.

Até hoje existem discussões sobre a decisão da mocinha, o que faz a produção seguir atual e relevante para o público. Qual seria o limite de um ato por amor? O que você seria capaz de fazer por um filho? O papel da ficção muitas vezes, além de divertir e ser escapista, pode ser causar reflexão e fazer com que quem acompanha a obra passe a se questionar perante às situações apresentadas.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio