“Chegava em casa tão dilacerada”, diz Flávia Alessandra sobre cenas de agressão em Salve-se Quem Puder

A atriz mostrou apoio as vítimas de violência doméstica

Publicado em 18/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Intérprete de Helena em Salve-se Quem Puder, Flávia Alessandra viu sua personagem sofrer agressões físicas e psicológicas do vilão Hugo (Leopoldo Pacheco). Na noite deste sábado (17), atriz participou do Altas Horas e falou sobre a violência contra a mulher.

“Minha personagem nos últimos capítulos passou por isso, e eu acho que é um tema que a gente tem sempre que trazer à tona: a violência contra a mulher. A gente não pode aceitar. Não existe justificativa nem desculpa“, avaliou a atriz.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A atriz contou a Serginho Groisman como chegava em casa após gravar as cenas de violência na novela. “Depois das sequências finais que eu fiz de agressão, eu chegava em casa tão dilacerada. Deve ser devastador uma mulher passar por isso. Deve ser muito difícil ela conseguir, de fato, reagir“, lamentou.

E completou: “Nos tempos de pandemia, o que tem se visto é o aumento da agressão, porém não da solução, porque a mulher está sendo obrigada a estar coagida com seu agressor dentro do mesmo lugar. Então, quando você tem a constatação de que aquilo está acontecendo, se meta sim. A gente não pode achar normal. Não existe justificativa para essa monstruosidade”, pontuou. Com informações do portal GShow.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio