"Eu errei"

Cartunista do BBB 23, Rafaella Tuma é acusada de racismo e se pronuncia: “Erros grotescos”

A artista publicou uma conversa de WhatsApp que associa um homem preto à criminalidade

Publicado em 20/03/2023

Rafaella Tuma, a cartunista do BBB 23, usou as redes sociais para esclarecer os fatos e pedir desculpas para o público após ser acusada de racismo por compartilhar uma conversa de WhatsApp que destacava um comentário preconceituoso sobre um homem preto.

“Você tem que assumir os erros, ver que foram grotescos e tentar pedir desculpas. Quando eu peguei esse meme, eu peguei do próprio cara. Ele é ator e comediante, ele mesmo se zoou. Eu não deveria ter compartilhado”, disse a artista, que estreou no reality global em janeiro deste ano.

“Traz uma problemática gigante. Fiquei com raiva de mim mesmo por um filtro que estava óbvio que estava errado. Eu errei. Desculpa. Estou vendo os comentários que estão rolando e não vai ser a última vez que vou me pronunciar sobre esse assunto”, completou Rafaella.

O que aconteceu?

Rafaella Tuma foi acusada de racismo após publicar uma imagem em suas redes sociais, na qual destaca uma conversa de WhatsApp que contém um comentário preconceituoso. Na publicação, uma pessoa não identificada diz estar sofrendo por um homem. A outra pessoa pede para ver a foto do rapaz em questão. Ao mandar a foto do pretendente, um rapaz preto, a outra pessoa responde: “Sofrendo por que? Ele te roubou?”.

A atriz Dadá Coelho disse que a publicação de Rafaella Tuma caracteriza racismo recreativo, que é o uso de “piadas” para reforçar estereótipos raciais aparentemente inofensivos, como neste caso em que associou-se um homem preto à criminalidade.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade