Carolina e Evandro vivem nova experiência após fechamento de hospital em Sob Pressão

Publicado há 2 anos
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A rotina
caótica e urgente dos médicos Evandro (Julio Andrade) e Carolina (Marjorie
Estiano) não acabou, apenas mudou de endereço. Na terceira temporada de Sob
Pressão
, prevista para estrear em maio, o casal de médicos passa por
uma nova experiência. Após o fechamento do hospital Luiz Carlos Macedo, o plano
do casal é embarcar com a organização de ajuda humanitária Médicos Sem Fronteiras
para o interior do Brasil.

Mas, até
que o desejo se torne realidade, eles optam por um trabalho temporário no
Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Porém, um dia caótico em
decorrência da greve de caminhoneiros no Rio de Janeiro muda completamente seus
destinos. Na tentativa de contornar os obstáculos causados pela falta de
abastecimento durante um atendimento de urgência, Evandro e Carolina buscam
ajuda no São Tomé Apóstolo, hospital religioso onde agora Décio (Bruno Garcia)
atua como clínico geral.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na unidade, eles colocam em prática a experiência de anos adquirida nas emergências públicas. E, diante do salvamento de uma criança, acabam sendo convidados para trabalhar no local. A proposta é feita pela Irmã Graça (Joana Fomm), Madre Superiora do local, que enxerga no desempenho do casal uma grande oportunidade para reerguer o local. Este, que está com o centro cirúrgico desativado e operando muito abaixo da capacidade.

O convite
é aceito, e Evandro passa a ocupar o cargo de diretor. Carolina, por sua vez,
assume a chefia da emergência da unidade, localizada próxima a uma comunidade
liderada pela milícia. Com a nova rotina, além do combate diário contra a
violência urbana que rodeia o hospital, eles passam a enfrentar as dificuldades
de separar a vida conjugal da profissional, diante da hierarquia imposta por
seus novos cargos.

Uma nova equipe de heróis

Ao lado
do trio de cirurgiões, o São Tomé Apóstolo conta ainda com profissionais
remanescentes do Macedão. São eles, Charles (Pablo Sanábio), que já não é mais
um residente; Keiko (Julia Shimura), que também inicia a temporada no Samu, e
Rosa (Josie Antello), que foi com Décio para o novo hospital. A equipe médica
ainda é formada pelo anestesista Gustavo (Marcelo Batista), pela enfermeira
Simone (Jana Guinond) e pela recém-chegada infectologista Vera, interpretada
por Drica Moraes.

Segundo o autor Lucas Paraizo, a personagem de Drica Moraes é uma profissional dedicada e muito competente, porém descrente do sistema. “Ela é tão boa médica quanto Evandro e Carolina, mas reage aos problemas da saúde de maneira muito diferente dos outros médicos”, explica. “Ela é truculenta e mau humorada. Não tem paciência para as mazelas da saúde pública”, descreve Drica.

Preparação

A atriz
ressalta ainda o empenho dos médicos de Sob
Pressão
. “A Vera pertence a esse universo de guerreiros e heróis que
trabalham praticamente como voluntários, pois recebem muito pouco e atuam em
condições precárias”, avalia.

Para dar
vida a Simone, Jana Guinond conta que viu de perto o trabalho de enfermagem.
“Me deparei com profissionais que me potencializaram ainda mais como cidadã.
Eles têm em sua vocação a arte de cuidar”, elogia a atriz. Marcelo Batista, por
sua vez, fala que seu laboratório foi um grande aprendizado. “Eu acompanhei
algumas cirurgias reais e ficava na porta do hospital esperando chegar um
paciente grave pra pegar a tensão cirúrgica. Foi muito rico, um momento onde
aprendi muita coisa, sobretudo, a valorizar mais a vida. Me deparei com
pacientes lutando por ela e com médicos fazendo de tudo para mantê-los vivos”,
conta.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais