Carnaval 2019: Rivalidade entre Corinthians e Palmeiras vaza em transmissão da Globo

Publicado há 2 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A transmissão do carnaval da Globo foi surpreendida pela rivalidade entre Corinthians e Palmeiras. A emissora carioca transmitia o fim do desfile das escolas de samba de São Paulo, com a Gaviões da Fiel. De repente, se ouviu “O Palmeiras não tem Mundial” de alguém não identificado. Os apresentadores Monalisa Perrone e Chico Pinheiro, então, ignoraram a situação.

Portanto, tudo indica que áudio surgiu de um microfone aberto na hora errada e, de fato, não estava previsto na transmissão. A Gaviões é uma escola de samba ligada à torcida organizada do Timão. Ela costuma fazer muitas referências ao clube no samba. Inclusive, se usa muito das cores do Corinthians.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Apresentadoras do É de Casa comem pouco e público não perdoa: “Tudo aquilo de comida só para elas beliscarem?!”

A Mancha Verde, que é ligada à organizada do Palmeiras, se apresentou na primeira noite de desfiles em São Paulo, no sábado (2). Mas a Gaviões da Fiel foi a última entrar no sambódromo no fim da madrugada e início de manhã deste domingo (3).

Ainda sobre o Carnaval

Na cobertura do Carnaval do Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, o jornalista Roberto Kovalick foi criticado nas redes sociais. O repórter apresentava duas passistas da escola Colorado do Brás, que homenageou o Quênia em seu desfile.

Quando Kovalick disse: “Duas passistas aqui, que vão encantar a avenida, uma loira de branco e uma outra mulata de vermelho.” Um perfil no Twitter chamado Canal das Bee, comentou e criticou a fala do jornalista. Ainda afirmou que foi um comentário racista e infeliz.

“Carnaval de SP começou… o oficial, né? Porque os bloquinhos começaram dia 1 de janeiro. Daí o “repórter experiente” solta que tá do lado de uma loira e uma Mulata. Vamos dar uma aulinha pra esses jornalistas experientes aí?”, escreveu o perfil na rede social.

Posteriormente, o perfil explicou que a palavra mulata tem conotação pejorativa. “Palavra de origem espanhola, “mulato”, “mulo” (animal híbrido, resultado do cruzamento de cavalo com jumenta ou jumento com égua). As palavras “mulato” e “mulata” foram usadas de forma pejorativa para os filhos mestiços das escravas estupradas pelos senhores brancos”, afirmou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais