Carlos Alberto de Nóbrega revela tristeza com o governo Bolsonaro: “O país está ruim”

O humorista revela que não iria votar no presidente

Publicado há 2 meses
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em entrevista feita por Leo Dias, Carlos Alberto de Nóbrega foi questionado sobre o desempenho do governo de Jair Bolsonaro. “Fiquei triste. Eu não ia votar dele. Ele sabe disso. Eu ia votar no [Geraldo] Alckmin. Era o meu candidato. Como o Alckmin não tinha a mínima condição [de ganhar], e eu tenho mais de 80 anos, falei ‘ah, não vou votar em ninguém. Não preciso votar’”, relembrou o artista.

O humorista deixou claro que o objetivo era votar contra o PT e que quando soube que tinha a possibilidade de Bolsonaro vencer no primeiro turno o candidato do partido, resolveu participar da eleição e votou no político.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“No momento que ele ganhou, passei a torcer para o Brasil dar certo. Qualquer um que resolvesse o problema do país estava bom pra mim. Ele não é presidente só de quem votou nele, é presidente de 230 milhões de pessoas. Eu estava muito animado”, declarou o apresentador de A Praça é Nossa.

O comediante recordou a homenagem que recebeu em Brasília por causa da carreira e afirmou que não tem o direito de falar mal do presidente. “Eu posso não estar gostando, e não estou, das coisas que ele está fazendo. O pior cego é aquele que não quer ver. A minha esperança é que acabe isso que está acontecendo. O país está ruim”, concluiu Carlos Alberto.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais