Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publieditorial

Canal Rural: Entenda melhor sobre o crescimento da exportação da soja brasileira no primeiro bimestre de 2022

Apenas nos primeiros dois meses do ano, foram embarcadas cerca de 9,7 milhões de toneladas

Publicado em 09/03/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

De acordo com dados do principal portal de comunicação focado no agronegócio brasileiro, o País obteve um crescimento de cerca de 260% somente no primeiro bimestre deste ano, quando comparado ao mesmo período de 2021.

Segundo o veículo, apenas nos primeiros dois meses de 2022, foram embarcadas cerca de 9,7 milhões de toneladas. No ano anterior foram 2,7 milhões, o que resultou em um novo recorde. 

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

De acordo com uma fala de Giovani Ferreira, diretor de conteúdo do Canal Rural, o desempenho da exportação de soja no ano passado foi atípico e influenciado pela pandemia do novo coronavírus. Outros fatores que também interferiram foram: o atraso causado pelo atraso no plantio da safra de 2020/2021 e a quantidade de chuvas, que dificultam os agricultores a terem acesso à plantação. 

As safras anteriores

Ainda de acordo com Ferreira, em relação às safras anteriores, “Vamos resgatar o recorde anterior de exportação para o bimestre, que foi em 2018, quando exportamos pouco mais de 7 milhões de toneladas. Mesmo assim, neste ano estamos muito acima deste volume , com um ritmo intenso na exportação“, explica o diretor. Ele ressalta que o cenário atual, apesar de ter gerado um novo recorde, gera uma certa preocupação. 

Isso porque essa safra será menor do que a demanda do mercado, que se encontra bastante aquecida por conta do preço. Em 2021 foram produzidas cerca de 130 milhões de toneladas anuais, já em 2022, a expectativa é de que seja no máximo de 120 milhões, com possibilidade de ainda não conseguir atingir esse marco. O resultado é que a exportação e o consumo interno serão afetados. 

O uso de máquinas para melhorar e agilizar a safra

Uma das maneiras que já são amplamente usadas pelos agricultores para agilizar o processo todo, desde a preparação do solo e o plantio, até a colheita, é o uso de máquinas. Quando se trata de exportação, também se fala do uso desses equipamentos para poder realizar esses procedimentos com o máximo de segurança, agilidade e qualidade possível.

Cada modelo possui uma função específica, têm as plantadeiras, semeadoras, escavadeiras e empilhadeiras. Com relação às duas primeiras, a função delas é realizar o plantio das sementes no solo.

Já as escavadeiras têm como função principal ajudar na preparação da terra para que ela possa receber os grãos da melhor forma possível. As empilhadeiras são úteis em diversas partes desse processo e existem diversos tipos e modelos. 

Se você procura, por exemplo, por empilhadeira elétrica preço, é importante entender melhor sobre marcas e até mesmo os modelos. Isso porque elas podem ser usadas durante a safra, durante o transporte e até mesmo na hora de realizar o carregamento para a exportação.

A melhor marca conhecida no mercado é a empilhadeira Toyota, ela tem um ótimo desempenho, qualidade e ainda é de fácil manutenção, ou seja, você não precisará se preocupar em ter que deixar o equipamento parado por muito tempo. 

Todas essas máquinas e equipamentos são extremamente úteis na hora de realizar o plantio, a colheita e a exportação da safra. Além disso, eles ainda garantem um padrão de qualidade, agilidade e mais segurança para os trabalhadores.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....