PENALIZADO

Canal da Jovem Pan News é desmonetizado pelo YouTube Brasil por disseminar fake news

Plataforma de vídeos frisou que a sua decisão não teve solicitação do judiciário brasileiro

Publicado em 23/11/2022

Nesta terça-feira (23), o YouTube Brasil anunciou a desmonetização do canal da Jovem Pan em sua plataforma, por conta de uma análise minuciosa dos vídeos compartilhados no canal. De acordo com a empresa, o programa Pingos no Is cometeu um desserviço ao informar fake news para o público brasileiro.

“Incorreu em repetidas violações das nossas políticas contra desinformação em eleições e nossas diretrizes de conteúdo adequado para publicidade, incluindo as relacionadas a questões polêmicas e eventos sensíveis, atos perigosos ou nocivos, além de outras políticas de monetização. Desta forma, suspendemos a monetização do respectivo canal e dos outros que integram a rede Jovem Pan no YouTube, de acordo com nossas regras”, afirmou o YouTube ao O Globo.

Ainda segundo a plataforma, a decisão de penalizar a Jovem Pan pelos conteúdos divulgados em sua rede não teve solicitação do judiciário brasileiro. Além de perder o dinheiro gerado pelo YouTube, o canal de Tutinha também está sendo investigada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), órgão responsável pelas eleições brasileiras, por um suposto favorecimento de notícias para o candidato derrotado, Jair Bolsonaro (PL).

Vale destacar que na última semana, a comentarista Zoe Martinez pediu que o Exército Brasileiro faça a destituição dos ministros do Superior Tribunal Federal (STF) durante programa exibido pela Jovem Pan News.

“Tem que destituir os ministros se eles não respeitam a Constituição Federal. Tem que colocar pessoas que ouvem a Constituição, o trabalho dessas pessoas é honrar a Constituição. Esses ministros não respeitam a Constituição, Paula Carvalho. Esses ministros mandam prender deputado federal, tiram rede social de representantes do povo, manda a policial federal na casa de empresários sem fundamento jurídico”, disse ela, em tom golpista.