Câmera Record resgata histórias de superação

Programa revisita casos marcantes de 2020

Publicado há 14 dias
Por Daniel Neblina
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A edição do Câmera Record deste domingo (03) revisita histórias de pessoas que foram destaque no programa em 2020. São aqueles que enfrentaram os mais difíceis e impensáveis desafios, mas conseguiram dar a volta por cima. 

Um dos casos é o de Gisele da Silva, de 22 anos. Sem identidade, CPF ou certidão de nascimento, ela era uma das três milhões de pessoas “invisíveis”. Sua vida mudou completamente após receber o registro do parto em um hospital do Rio de Janeiro.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

 André Bueno deixou de lado o álcool e o crack em meio aos túmulos de um cemitério e encarou um tratamento. “Aquela vida que eu tinha antes, de rua, de droga, de miséria, acabou”, diz ele, hoje internado em uma clínica de reabilitação. 

Vitória Lopes, de 13 anos,  ganhou um novo lugar para morar e deixou a vida precária numa região sem saneamento básico. “Se a gente não acreditar, a gente não consegue. Mas se a gente acreditar, não tem obstáculo que faça a gente parar de seguir o nosso sonho”, diz a menina que sonha em estudar Medicina. 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio