Câmera Record mostra como o amor pode ajudar presos a recuperarem a dignidade

Publicado há 4 anos
Por Endrigo Annyston
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Câmera Record desta quinta-feira revela que o amor e a paixão podem ajudar quem está disposto a recuperar a dignidade e sair do mundo do crime. O programa visitou vários presídios pelo país afora para mostrar como é a vida daqueles que se agarraram a esses sentimentos como a única maneira de sobreviver à violência do cárcere.

A atração conta histórias impressionantes de persistência, entrega e dedicação de homens que, do lado de fora, fazem de tudo para não abandonar suas amadas na prisão. Clóvis é o único homem da fila, em frente a um presídio feminino de São Paulo. Ele não se esconde das câmeras e faz revelações emocionantes sobre o que sente pela companheira, condenada por tráfico de drogas. “Eu amo a Ivone. Já escrevi mais de 400 cartas de amor pra ela. Me tornei um poeta, inspirado no sentimento que eu tenho, que é muito grande”, diz.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

E mais: o reencontro emocionante de Kelly com os filhos pequenos na cadeia. Ela matou uma jovem a facada na saída de uma escola, no interior do Pará. Mas o grande amor da vida dela, e pai de uma das crianças, a abandonou quando ela foi presa. “Me arrependo profundamente do que eu fiz. Peço perdão à família da vítima e aos meus filhos”, desabafa aos prantos.

O Câmera Record, apresentado por Marcos Hummel, vai ao ar nesta quinta-feira, 27, às 23h, logo após o Jornal da Record.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio