Caldeirão do Huck grava Especial Inspiração

Publicado há 3 anos
Por Endrigo Annyston
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Atores, músicos, comunicadores, influenciadores sociais, atletas, formadores de opinião e executivos se reuniram na noite desta quinta-feira, dia 23, nos Estúdios Globo, para aplaudir cinco histórias de brasileiros que, por meio do altruísmo e em nome do bem coletivo, inspiram as pessoas ao seu redor através de bons exemplos, além de homenagear os autores e protagonistas destas histórias. Neste clima aconteceu a gravação de ‘Inspiração’, especial promovido pelo ‘Caldeirão do Huck’, previsto para ir ao ar no dia 1º de abril. A atração também marcará a abertura da temporada 2017 do ‘Caldeirão’, já que é fruto do mesmo DNA que move e norteia o programa, no ar há 17 anos: reforçar o papel de uma televisão cujo conteúdo deixe um legado positivo para as próximas gerações.

Logo na chegada ao evento, em um tapete vermelho, os convidados foram recepcionados pela atriz Mariana Rios, a repórter-anfitriã da noite. No interior do estúdio, um cenário montado exclusivamente para a ocasião, em tons sóbrios, repleto de luzes e mesas, em vez da tradicional arquibancada colorida do programa, também anunciou o tom festivo da homenagem. E quando a plateia, composta por personalidades como Malu Mader, Tony Bellotto, Christiane Torloni, Rafaela Silva, Laís Souza, Flávio Canto, Angélica, José Junior, Mateus Solano, Ítalo Dutra, Renê Silva, Sandy, Tatá Werneck, Arthur Aguiar, Nicollas Prattes, Lucas Lima, Monique Alfradique, Fabiana Karla, Ricardo Tozzi e Georgiana Orillards se acomodou no local, o apresentador Luciano Huck deu início ao ‘Inspiração’. “A gente estava esperando muito por esse momento, por essa celebração. A ideia é que esta seja uma homenagem anual do ‘Caldeirão’. Um evento que marque as estreias dos novos quadros e ideias do programa. E para começar, nada melhor do que empoderar, iluminar e aplaudir o que a gente mais admira: gente inspiradora”, disse o apresentador.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em seguida, começaram as homenagens. Os cinco “inspiradores” – nomes escolhidos após um extenso trabalho de curadoria feito por nomes como o do chef Alex Atala; da diretora do SOS Mata Atlântica, Marcia Hirota; da coordenadora do Instituto Avon, Mafoane Odara; da diretora executiva da Brazil Foundation, Monica de Roure; do presidente da CUFA, Preto Zezé, por exemplo – foram chamados ao palco por seus respectivos padrinhos, personalidades escolhidas pela relação com as áreas de atuação dos apadrinhados. A jornalista Glória Maria foi a primeira. Ao lado de Luciano Huck, ela assistiu a um mini documentário sobre a trajetória do recifense Carlos Pereira, de 38 anos, antes de homenageá-lo. No telão, a plateia também assistiu e se emocionou com a história. Pai de Clara, uma menina de 9 anos que possui paralisia cerebral devido a um erro médico durante o parto, Carlos viu a vida da filha e a de muitas crianças com a mesma condição mudarem depois que ele mesmo desenvolveu um aplicativo chamado Livox. O software de comunicação alternativa foi considerado, em 2015, pela ONU, como o melhor aplicativo de inclusão social do mundo.

Marcos Palmeira, segundo padrinho da noite, apresentou a história de Benki Piyako, líder indígena do Acre, de 43 anos. “Eu me inspiro e me espelho nos índios brasileiros. Eles me ensinam a entender como é importante respeitar a natureza e conviver com ela em equilíbrio. Eu acho que é uma coisa que constrói um pouco a minha estrada hoje”, afirmou o ator, antes de homenagear o seu apadrinhado. Analfabeto, Benki possui uma longa trajetória de defesa à preservação de aldeias e de combate à exploração predatória das terras. Agente agroflorestal e responsável pelo plantio de 10 milhões de árvores, trabalha ainda na recuperação de comunidades perto da fronteira do Peru e procura disseminar técnicas a essas comunidades que ajudem a preservar o meio ambiente.

Prêmio Nobel da Paz de 2006, o economista Muhammad Yunus foi o escolhido para apadrinhar a administradora Lilian do Prado, de 33 anos. Moradora de Glória do Gotá, localizada entre a região da mata e o agreste pernambucano, assim como Yunus, ela desenvolveu uma linha de microcrédito para ajudar pequenos empreendedores, pessoas que não teriam acesso a crédito de maneira convencional por diferentes tipos de obstáculos, a tirarem seus sonhos do papel. Já o ator Tony Ramos foi o responsável pela homenagem a Fabiana da Silva, de 36 anos. Moradora do Parque das Missões, em Duque de Caxias, Fabi – como é conhecida no local – é representante do Teto, organização que mobiliza voluntários para construção de moradias populares e promove educação de crianças por meio de oficinas de leitura, além de coordenar três diferentes projetos sociais na comunidade onde vive.

Para apresentar a última homenageada da noite, Luciano Huck chamou ao palco o Padre Fábio de Melo. “Um cara extremamente inspirador”, anunciou o apresentador. Padre Fábio homenageou Tia Socorro, a criadora do Lar Acolhedor Tia Socorro, local onde vive com crianças, adolescentes, jovens e adultos com deficiência ou vitimas de violência e abandonados por suas famílias. “A Tia Socorro tem uma história sofrida, mas que ao mesmo tempo é uma inspiração, que a fez tirar muitas crianças da rua. Hoje, essa mulher tem mais de 300 “filhos”. Eu tenho muita alegria em chamar essa história”, disse o sacerdote.

O ‘Caldeirão do Huck’ vai ao ar aos sábados, logo após o ‘Estrelas’. O programa tem direção geral de Hélio Vargas.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais