Cabocla está de volta no Globoplay! Relembre a trama da novela

A novela de Benedito Ruy Barbosa conta a história de Zuca e Luís Jerônimo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A segunda versão da novela Cabocla, de Benedito Ruy Barbosa, estreia no Globoplay nesta segunda-feira (12). A trama de 2004 foi escrita por Edmara Barbosa e Edilene Barbosa, baseada na versão de 1979 da trama do pai, Benedito Ruy Barbosa, que, por sua vez, foi inspirada no romance de Ribeiro Couto.

Cabocla conta a história de amor de Zuca (Vanessa Giácomo) e Luis Jerônimo (Daniel de Oliveira). A jovem, dona de uma “sensualidade inocente”, é filha de Siá Bina (Jussara Freire) e Zé da Estação (Otávio Augusto), e é noiva do peão Tobias (Malvino Salvador), e vive em Vila da Mata, um vilarejo rural.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Já Luis Jerônimo é um bon vivant que vive na cidade grande. Filho de Joaquim (Reginaldo Faria), que é rico, o rapaz se formou em Direito, mas só quer saber de farra. Até que ele é diagnosticado com tuberculose e recebe a recomendação para passar uma temporada num lugar de ar puro, onde possa descansar e se recuperar. Joaquim, então, o manda para a casa de seu primo, o Coronel Boanerges (Tony Ramos), em Vila da Mata.

Ao chegar lá, Luís Jerônimo e Zuca se conhecem e se apaixonam um pelo outro. Isso faz com que ela perca o interesse pelo seu noivado com Tobias, que não gosta nada da aproximação de sua amada com o rapaz da cidade grande.

Coronel Boanerges, o primo de Luís Jerônimo, é uma das principais e mais respeitadas figuras políticas de Vila da Mata. Casado com Emerenciana (Patrícia Pillar), ele rivaliza com o Coronel Justino (Mauro Mendonça), dividindo os moradores do local. A briga política entre eles é intensa, e fica ainda maior quando Belinha (Regiane Alves), filha de Boanerges, se apaixona por Neco (Danton Mello), filho de Justino.

Cabocla tem 167 capítulos e é dirigida por Fred Mayrink, André Felipe Binder e Pedro Vasconcelos, com direção geral de José Luiz Villamarim e Rogério Gomes e direção de núcleo de Ricardo Waddington.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio