Boris Casoy rebate críticas da Globo e detona “jornalismo inquisitivo”

Publicado há 2 anos
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O jornalista e apresentador Boris Casoy se manifestou pela primeira vez a respeito das críticas a ele dirigidas – inclusive por colegas de outras emissoras, como Globo e GloboNews – a respeito da forma como conduziu, no último domingo (20), sua entrevista com o senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Casoy usou seu espaço editorial no programa RedeTV! News para defender seu lado da questão. “Embora a GloboNews tenha dito que nessa entrevista não foram feitas todas as perguntas necessárias, a RedeTV! esclarece que fez um trabalho profissional e isento. Fiz todas as perguntas que o momento requeria, algumas até de forma incisiva”, alegou.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia mais: Britto Jr surpreende com questionamento sobre entrevista de Flávio Bolsonaro à Record TV

O âncora endossou ainda, de maneira positiva, a postura do senador durante o bate-papo. “Flávio Bolsonaro deu a sua versão sobre todas as dúvidas que pairavam. No entanto, não quis exibir documentos que subsidiariam suas afirmações; disse que os apresentará antes às autoridades competentes. De posse da documentação e do resultado das investigações, o Ministério Público e a Justiça não terão dificuldades em concluir onde está a verdade.”

“O bom jornalismo é o que faz as perguntas isentas e imparciais, e não o ‘jornalismo inquisitivo’ que almeja obter respostas que gostaria de ouvir do entrevistado”, finalizou, categórico.

Repórteres tanto da RedeTV! como da Record foram abertamente criticados por colegas globais, dentro da própria programação do canal carioca, por não terem questionado o senador, entre outros tópicos, a respeito dos depósitos “a conta gotas” feitos por ele em sua conta bancária, dividindo uma quantia total de R$ 96 mil em 48 depósitos de R$ 2 mil, com intervalos de poucos minutos entre si.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais