Boris Casoy elogia Luciana Gimenez e a compara com Hebe Camargo

Publicado há 4 anos
Por Endrigo Annyston
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na semana que antecede o Natal, a apresentadora Luciana Gimenez garante boas histórias com um convidado renomado. O jornalista Boris Casoy, recém-contratado da RedeTV!, participa do talk show ‘Luciana By Night’ desta terça-feira (20), relembrando momentos marcantes da carreira e de sua vida pessoal, como ter enfrentado a poliomielite quando criança. “Sou marcado por isso, não sei exatamente aonde em minha alma, mas as crianças me chamavam de mula manca, as professoras diziam ‘coitado desse menino, ele é paralítico’. Eu me sentia ofendido”.

Atualmente no comando do RedeTV News, ao lado de Amanda Klein, Casoy conta que sentia falta de aproveitar a vida social noturna quando ainda apresentava um telejornal no horário da madrugada. “Até agora não me acostumei com a noite, ninguém mais me convida para nada. Eu nunca ia, nunca podia”. Ele ainda confessa que chegou a pensar em desisitir da carreira antes da mudança para a nova emissora. “Eu pensei que tinha chegado a hora de me aposentar, mas não me vejo aposentado.(…) eu tinha planos, como voltar para a faculdade, mas na verdade eu gosto de desafios e o jornalismo é um desafio diário, então me sinto bem. Não vou me entregar tão cedo, já me decidi”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sobre o título de primeiro âncora do jornalismo brasileiro e o conhecido bordão “Isso é uma vergonha”, o jornalista explica: “A ideia era apresentar um jonal [no SBT] com a fórmula do âncora americano, que pouquíssimo comenta, mas é editor-chefe. Ganhei essa condição de autonomia e, devagarzinho, achei que podia esclarecer alguma coisa, assim surgiram esses comentários. O ‘Isso é uma vergonha’ foi o primeiro deles”. Ele ainda recorda a primeira vez que usou a frase no telejornal, após uma matéria que mostrava um pronto-socorro em condições precárias, e a repercussão entre os telespectadores. “Quando abriu para mim, eu disse ‘Isso é uma vergonha’ três vezes. Havia um diretor no estúdio, quando terminou o jornal ele disse: ‘você tem que tomar cuidado, porque você entrou na casa do telespectador e o agrediu, não faça mais isso’. Quando chegamos na redação, o telefone estava estourando, todos dizendo ‘você nos representou, isso é uma vergonha!’. Aí eu percebi que a gente tinha um filão precioso que representava a maioria das pessoas, um grito entalado na garganta que elas não queriam falar”.

Desafiado por Luciana Gimenez a participar de uma das mais tradicionais brincadeiras de Natal, um ‘amigo secreto’, Boris Casoy revela o que daria de presente para personalidades como Silvio Luiz, Bob Dylan e Silvio Santos. “Daria um grande troféu [para Silvio Santos], numa homenagem por ele ser o maior apresentador de televisão de todos os tempos. Trabalhei nove anos com ele, sua TV é maravilhosa, ele é cercado por gente maravilhosa e é um ser humano diferente. Vai marcar a TV Brasileira para sempre”, opina ele, que também emociona a apresentadora do talk-show ao elogiá-la. “Conheci uma apresentadora que foi minha amiga, cujo programa eu frequentei e foi colega de emissora, que é a Hebe Camargo. A Hebe se foi e não tem grau de comparação. Na televisão brasileira, quem pode se igualar, quem tem personalidade própria e é uma dama de qualidades imensas, é você, Luciana! (…) Você não imita a Hebe Camargo, mas a evoca”.

Ao final da atração, Boris ainda enfrenta Luciana Gimenez numa divertida partida de pebolim, uma de suas paixões.

A entrevista completa vai ao ar no ‘Luciana By Night’ desta terça (20), às 22h45, pela RedeTV!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio