Band não oferece acordo para ex-panicat que processa a emissora

Publicado há 2 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta quinta-feira (11), aconteceu no fórum trabalhista Ruy Barbosa, na Barra Funda, em São Paulo, a audiência de reconciliação entre a Band e a ex-panicat Carol Dias, que afirma ter sofrido assédio sexual e moral na época que trabalhava no extinto programa Pânico.

Segundo o UOL, a emissora não levou testemunhas e nem proposto um acordo. “Foi determinada a perícia médica para apreciar o estado de saúde da autora, sendo marcada uma nova audiência para serem ouvidas as testemunhas para agosto”, revelou Vitor Kupper, advogado da famosa.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Vale lembrar que no
mês passado, em entrevista ao Fofocalizando, Carol relatou situações que afirma
ter vivido nos bastidores da atração. “Uma vez fui gravar com um diretor de
externa. Uma menina me perguntou: ‘Você namora?’. O diretor falou: ‘Ela não
namora, ela tem cliente’”, disparou a morena.

“Saí chorando da gravação. Eu estava cheinha e tive que escutar de uma diretora: ‘Cartão vermelho pra você, você está gorda’. A mesma diretora chegou para mim um dia e falou: ‘Carol, me faz um favor? Me dá o seu maiô porque o diretor pediu’”, detalhou Dias.

Nesta semana, também virou notícia o dublê que trabalhou numa trama da Globo e que alega estar passando necessidade por ter sofrido um acidente durante as gravações e não conseguir trabalhar por causa da situação.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio