Band corta 50% de sua equipe em Porto Alegre e acaba com cargos altos pelo Brasil; saiba detalhes

Publicado há um ano
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Band promoveu na tarde desta terça-feira (25) demissões em massa em sua filial de Porto Alegre. Foram pelo menos 25 profissionais dispensados esta tarde. O Observatório da Televisão apurou que 50% da equipe do Grupo Bandeirantes na capital gaúcha deve ser dispensada. A medida é por conta de queda na arrecadação de publicidade.

Além disso, haverá mudanças no comando geral da emissora. Dentro da emissora paulista, já existe o projeto de acabar com as diretorias de cada canal local, e criar uma espécie de “setorista”. Ou seja, um executivo cuidará de vários canais na mesma região.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Entre as dispensadas na Band Rio Grande do Sul, estão a apresentadora Regina Lima. Ela ficou na RBSTV, afiliada da Globo no estado por 20 anos e estava na Band desde 2015. Regina apresentava o Band Mulher, programa feminino exibido na hora do almoço, mas que não marcava boa audiência. Ele será extinto.

Também foram demitidos profissionais do esporte, como Caco da Motta e Daniel Oliveira. O caso de Daniel é o que mais chama a atenção. Ele narrou jogos da Copa América para todo o Brasil pela Rádio Bandeirantes e era o mais longevo contratado da Band no rádio.

As demissões em Porto Alegre acontecem porque houve diminuição na verba governamental e queda no número de merchandising em programas, o que dificultou a manutenção de pessoal. Procurada, a Band Rio Grande do Sul não atendeu os contatos da reportagem.

Band vai mudar forma de direção de suas filiais pelo Brasil

Entretanto, as demissões de Porto Alegre acontecem num momento em que a Band está mudando a configuração de seu comando em emissoras locais. Os canais deixaram de ser comandados por um diretor geral, e sim por um setorista que cuida de várias regiões.

Recentemente, uma medida comandada por Rodrigo Neves e Rodrigo Salomon, roda o Brasil e explica o fato para funcionários. Em Uberlândia, cidade do interior de Minas Gerais, foram dispensados no último dia 12 de junho e demitiram o diretor geral Luís Eduardo, que cuidava da praça.

Todavia, na ocasião, não foram dispensados funcionários na praça. Mas explicaram a função de setorista. O diretor-setorista vai cuidar de mais praças, e nomeará um administrador local para reportar a este diretor, que fará a ponte com a cabeça de rede, em São Paulo.

O argumento é que a Globo já tem algo nesse sentido, além de economizar salários altos de diretores. Contudo, internamente, o fato tem sido criticado por funcionários. Os contatados entendem que a Band já não tem muita comunicação com suas filiais. O fato pode ficar ainda pior daqui pra frente.

Procurada, a assessoria de imprensa da Band em São Paulo não se pronunciou até o fechamento desta reportagem.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio