Band confirma e emissora deixará de transmitir Fórmula Indy a partir de 2020

Publicado há 9 meses
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Transmitida no Brasil desde o fim dos anos 80, a Fórmula Indy não terá mais exibição na TV aberta brasileira. A Band confirmou ao Observatório da Televisão que não renovou o contrato da categoria de automobilismo para o ano que vem e deixará de transmitir a competição. A decisão também vale para o BandSports, canal pago esportivo da emissora.

A informação foi dada inicialmente pelo site Grande Prêmio. Será a primeira vez em mais de 30 anos que a Fórmula Indy deixa a TV aberta. Ainda na Band, no fim dos anos 80, a categoria chegou no Brasil. Depois, passou pela Manchete, pelo SBT e voltou a Band, onde estava desde então.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No entanto, o diretor de Esportes da emissora, José Emílio Ambrósio, diz que a emissora tem muito interesse em manter o evento e que isso será discutido em um futuro próximo. “O diretor de Esportes da TV Bandeirantes, José Emílio Ambrósio, afirma que a emissora tem muito interesse em manter a Fórmula Indy e diz que em um futuro próximo será discutido de que forma o evento poderá ser aproveitado”, afirma a nota da Band.

Desde a morte de Luciano do Valle, em 2014, a Band parecia tratar a categoria com desdém. Muitas corridas foram transmitidas por VT. A emissora do Morumbi pode alegar falta de interesse do público. Nenhuma corrida transmitida em 2019 passou da marca de 1,5 ponto de Ibope na Grande São Paulo, incluindo as 500 Milhas de Indianápolis, prova mais importante da categoria.

A Fórmula Indy não ficará fora do Brasil por conta do DAZN. A plataforma de streaming, que é uma espécie de Netflix do Esporte, tem um acordo global para transmissão da categoria. O DAZN já passou a exibir as corridas ao vivo a partir deste ano, em paralelo com a Band.

A Fórmula Indy chegou a ser alvo de grande investimento no Brasil. Por alguns anos, a Band chegou a organizar uma etapa brasileira da categoria. A última seria em Brasília, em 2015, mas o cancelamento por questões financeiras levou inclusive a uma disputa judicial.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais