Autora de Pega Pega, Claudia Souto comemora e relembra a história da novela: “É sobre ética”

Trama original de 2017 volta ao ar dia 19 de julho

Publicado em 9/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Pega Pega está de volta na faixa das 19h da Globo a partir de 19 de julho. A novela escrita por Claudia Souto entra no lugar de Salve-se Quem Puder e abre caminho para a inédita Quanto Mais Vida, Melhor.

Exibida pela primeira vez em 2017, a história é descrita como um drama policial. O foco é no roubo de 40 milhões de dólares da venda do Carioca Palace, de Pedrinho Guimarães (Marcos Caruso), por quatro ladrões bem atrapalhados.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em entrevista, a autora da trama relembra sua primeira novela na emissora e detalha as semelhanças com a sua infância, já que ela viveu em grande parte dos cenários retratados na produção.

“Essa novela é muito de mim, porque como foi minha primeira novela eu quis estar bem próxima de coisas que eu conhecia. Ela é ambientada na Tijuca, onde eu nasci. Os ladrões bolam o plano na pracinha onde eu brincava na infância. A escola onde estudei ainda está lá, inclusive os atores foram até a escola nas gravações para falar com as crianças. São coisas que eu conhecia, junto com uma paixão que tenho, adoro hotel. Adoro o ambiente do hotel, o staff, o dia a dia, sempre que viajo eu fico prestando atenção”, relatou.

Além disso, Claudia revelou qual é o grande tema de sua obra. “Na minha primeira novela, a primeira história que quis contar é sobre ética, porque acho que é uma coisa que temos que estar sempre discutindo e cada vez mais no nosso país”, revelou.

Embora Pega Pega seja sua primeira novela como autora solo, ela já passou por diversas funções e tem uma longa trajetória na Globo. “Já fiz de tudo, de reality show a humor, de infantil a institucional, de drama a comédia”, comentou Claudia, que não esconde a alegria de ter a chance de assistir à história novamente.

“Eu amo demais esse elenco, esses personagens e essa trama que levou tanto tempo para ir ao ar. Alguns anos se passaram desde que entreguei a sinopse até que ela fosse exibida. Saber sobre a edição especial foi uma surpresa, é como reencontrar velhos amigos no ar”, destacou.

História instigante

Para Luiz Henrique Rios, diretor da novela, Pega Pega apresentou uma história instigante, por isso será um grande prazer revisitar o trabalho.

“Uma das principais lembranças que eu tenho é o prazer que foi realizá-lo. Era uma história sempre instigante, com uma necessidade de encontrar um lugar de elegância e de popularidade, um lugar de romance e comédia, um lugar de suspense, um lugar policial. Foi uma novela muito especial”, declarou.

Apesar do grande desafio, realizar a produção foi algo enriquecedor, sobretudo em relação aos enigmas que permearam toda a trama.

“Todos saberiam os seus segredos, mas ninguém podia contá-los para mais ninguém. Ao mesmo tempo, combinamos entre os diretores que todas as cenas tinham que ser cenas que poderiam ser o comercial ou o fim do capítulo, de tal maneira que criássemos uma certa suspensão de expectativa e, também, um mistério para poder construir essa estrutura policial que acontecia, mas que não era tão clara. Isso exigia um planejamento da Claudia absurdo. E, da minha parte, exigia um tom, e o tom foi esse, o do segredo”, revelou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio