Autor de Onde Nascem os Fortes critica americanização de séries nacionais: “Nunca seremos como eles”

Publicado há 3 anos
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um dos autores da elogiada supersérie Onde Nascem Os Fortes, o escritor George Moura criticou a americanização das séries nacionais e de uma inspiração de autores brasileiros produções dos Estados Unidos.

No evento Milhões De Uns, realizado na última quarta-feira (25), na sede da Globo em São Paulo, George explicou o motivo de sua opinião para o jornal publicitário Meio e Mensagem, e falou que a excelência dos americanos em seriados é enorme.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja mais: Conheça a história de Onde Nascem os Fortes, nova supersérie da Globo

“Os Estados Unidos possuem uma excelência indiscutível na produção de séries. Nunca seremos como eles. Temos que colher, claro, inspiração em todo o mundo”, disse o autor da Globo.

“É falando de nossa aldeia que conseguimos nos comunicar com todo o planeta. Toda nação que tenta copiar uma cultura estrangeira é uma nação pobre”, criticou o escritor, autor de sucessos como O Canto da Sereia, Amores Roubados e O Rebu.

Falando especificamente de Onde Nascem os Fortes, que está sendo muito celebrada por sua qualidade de texto e produção, George disse que começou pensando primeiro na ambientação, no caso, o sertão.

“Queria voltar aquele lugar para desenvolver uma história em que o sertão fosse um dos personagens principais”, explicou o autor.

Veja também 

Assim como Onde Nascem os Fortes, veja quatro novelas que também se passaram no Nordeste

Confira o que acontece em Onde Nascem os Fortes de 28 de abril a 04 de maio

Até aqui, Onde Nascem os Fortes tem marcado audiência na casa dos 22 pontos de Ibope na Grande São Paulo, além de ter alta repercussão e ser a atual querida da crítica televisiva.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio