“Até hoje eu tenho medo”, diz Renata Sorrah

Publicado há 4 anos
Por Endrigo Annyston
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ouvindo essa declaração aleatoriamente, ninguém a atribuiria a uma grande atriz. E não se trata de qualquer uma. A frase é de Renata Sorrah, que deu vida a personagens marcantes da teledramaturgia brasileira, como Heleninha Roitman em ‘Vale Tudo’ e Nazaré Tedesco, em ‘Senhora do Destino’, entre muitas outras. Não que isso seja bom. Ela sabe que não é. “Lembro que uma vez a Ariane Mnouchkine disse que uma das piores coisas para o ator, que acaba com ele, é o medo. O medo de entrar em cena liquida o ator porque te paralisa. E eu tenho muito medo. Até hoje, com 500 anos de profissão, eu tenho medo”, confessa.

Renata conta como a experiência com autores da dramaturgia internacional, como Shakespeare, Pirandello, Gorki e Tchecov, a ajudam na construção desses personagens. “Quando fiz a Nazaré, estava vindo do teatro, onde fazia Medeia, com a Bia Lessa. Medeia é o auge da Nazaré! Não é que tenha sido fácil, nada é fácil, mas eu estava treinada, o meu corpo estava treinado, não era só a cara aqui, o rosto, o meu corpo estava todo treinado”, explica a atriz, que acumula no currículo muitas experiências na televisão e no teatro. “Quando comecei a fazer televisão, eu já tinha feito seis peças de teatro. Televisão é um outro veiculo, completamente diferente. Continuo aprendendo, tanto no teatro quanto na televisão, isso não para nunca”, conta.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ela lembra ainda da época em que começou a fazer teatro, durante a ditadura militar, quando o elenco guardava pedaços de pau no camarim para se prevenir de possíveis investidas do Comando de Caça aos Comunistas, o CCC. Nessa época, seu pai sugeriu que ela fosse estudar na Áustria, mas ela escolheu ficar no Brasil. A atriz diz como essa escolha fez diferença na sua formação e ajudou a formar a pessoa que ela é hoje. “Acho que hoje eu iria passar um mês na Áustria (risos), aproveitar um pouco, fazer um curso rápido de Shakespeare. Mas eu era radical nos meus posicionamentos e pensei: ‘Sou uma atriz brasileira, é aqui que tenho que ficar e aprender’”, lembra. Este episódio fez diferença na atriz que ela é hoje. “Isso é a argamassa, eu sou feita disso. Tenho essa minha alegria, mas a minha atriz é feita com isso. Esse é o cimento e está aqui”, pondera.

A entrevista de Renata Sorrah ao ‘Ofício em Cena’ vai ao ar nesta terça-feira, dia 22, às 23h30, na GloboNews.

Foto: Bianca Ramoneda entrevista a atriz Renata Sorrah.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio