Assim como Celebridade, veja cinco novelas que foram grandes sucessos, mas fracassaram na reprise

Publicado há 3 anos
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Estrada em dezembro do ano passado com muita expectativa, já que era uma das novelas mais pedidas pelo público, a reprise de Celebridade, exibida na sessão Vale a Pena Ver de Novo, é um grande fracasso.

Desde a estreia, a média geral do folhetim de Gilberto Braga é de 13,8 pontos, muito abaixo de suas antecessoras, Senhora do Destino e Cheias de Charme, que marcaram 16 pontos cada uma.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja mais: Com Ibope abaixo do esperado, Globo acelera edição de Celebridade e exibe 10 capítulos em 1 semana

Em junho, ela será substituída por Belíssima, que começa a ir ao ar pouco antes da Copa do Mundo da Rússia – fato que a Globo vai usar para emplacar a nova reexibição.

Mas não é apenas Celebridade que foi um grande sucesso em sua exibição original, mas um grande fracasso em sua reexibição.

Nesta lista, o Observatório da Televisão mostra para você cinco novelas que foram um grande sucesso em suas exibições originais, mas um fracasso na reprise do Vale a Pena Ver de Novo.

Veja também 

Após Malhação: Viva a Diferença, Heslaine Vieira grava participação em segunda temporada de Carcereiros

1 – Terra Nostra

Giuliana (Ana Paula Arósio) e Matteo (Thiago Lacerda) em Terra Nostra (divulgação)

Quando produzida em 1999, Terra Nostra foi um grande sucesso, com média de 44 pontos. Além disso, o folhetim de Benedito Ruy Barbosa era a mais pedida pelo público para reprise na Central de Atendimento ao Telespectador da Globo.

Vendo a resposta do público, a emissora atendeu aos pedidos, e em 2004, decidiu reprisar o folhetim. A escolha se mostrou bem errada. A média geral foi de 17 pontos, abaixo do que a Globo esperava na época.

Com isso, dos 221 capítulos originais, a reprise acabou tendo apenas 106. Em alguns dias, Terra Nostra perdia na disputa para a exibição de novelas mexicanas do SBT, algo impensável para a Globo.

2 – A Próxima Vítima

José Wilker era Marcelo em A Próxima Vítima (Divulgação)

Em 2000, a Globo tinha um problema sério em Vale a Pena Ver de Novo. Após reprisar Tropicaliente, a emissora amargou uma baixa audiência e derrotas para o SBT na faixa das 14h30.

A solução? Estrear um grande sucesso no horário: A Próxima Vítima, que cinco anos antes, havia parado o Brasil com o mistério do assassino misterioso. Além da reprise, a Globo prometeu exibir um final inédito do folhetim, justamente para chamar a atenção do público.

Com o mote “E se você pensa que já sabe o final… Vale a Pena Ver de Novo!”, A Próxima Vítima estreava como a salvação da lavoura. Mas foi bem longe disso. Com audiência abaixo do esperado e derrotas para o SBT e o velho Chaves, a reprise foi muito pior do que todo mundo esperava.

3 – Cobras & Lagartos

Bel (Mariana Ximenes) e Leona (Carolina Dieckmann) em Cobras & Lagartos (Divulgação/ TV Globo)

Produzida em 2006 pela Globo para o horário das 19 horas, Cobras & Lagartos foi a segunda novela de João Emanuel Carneiro. Precedida por Bang Bang, Cobras elevou o horário e fechou com 38 pontos de média.

Em 2014, a Globo anunciou sua reprise logo após a Copa do Mundo no Brasil, em julho daquele ano. A reprise começou bem: 17 pontos. Mas com o tempo, a novela foi perdendo fôlego e marcando um Ibope péssimo: apenas 12 pontos de audiência de média geral na Grande São Paulo.

4 – Roda de Fogo

Roda de Fogo será reprisada pelo Viva (Divulgação/Memória Globo)

Escrita por Lauro César Muniz em 1986, Roda de Fogo é considerada uma das melhores novelas dos anos 80, pelo seu teor político e inteligente.

Contando a historia de Renato Villar, empresário vivido por Tarcísio Meira, que arma para conseguir todo que quer, a novela é um clássico – tanto é, que começará a ser reprisada pelo Viva ainda neste ano.

Mas em 1990, Roda de Fogo teve algo curioso: sua reprise, a única no Vale a Pena Ver de Novo e única ate hoje, detém até hoje o titulo de reexibição mais curta da faixa, com apenas 35 capítulos de 179 originais.

5 – Roque Santeiro

Porcina (Regina Duarte) e Sinhozinho Malta (Lima Duarte) em Roque Santeiro (Divulgação)

No fim de 2000, para “comemorar os 50 anos da TV brasileira e 35 anos da Rede Globo”, a emissora carioca surpreendeu e anunciou a reprise de Roque Santeiro na sessão Vale a Pena Ver de Novo.

Produzida em 1985, o folhetim de Dias Gomes e Aguinaldo Silva foi um grande fenômeno de público e crítica na época, chegando até aos 100% de televisores ligados em seu apoteótico final.

Mas em 2001, a coisa foi bem diferente. Com audiência de apenas 15 pontos de média geral, a reprise perdeu sistematicamente para o seriado Chaves, do SBT. De 209 originais, a reexibição teve apenas 145 capítulos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio