As Frenéticas relembram período da ditadura. “Chegamos dizendo ‘você vai ficar louco dentro de mim'”

Publicado há 2 anos
Por Caio Ponciano
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

As atrizes e cantoras Dhu Moraes e Leiloca Neves, ex-Frenéticas, participaram do Mariana Godoy Entrevista, da Rede TV!, nesta sexta-feira (29). Junto com Sandra Pêra, elas estão em cartaz com o espetáculo 70? Década do Divino Maravilhoso – Doc. Musical, de Frederico Reder e Marcos Nauer.

O musical também conta com participação de Baby Consuelo e celebra uma época em que a música foi uma ferramenta fundamental para a cultura. “Eu estava ensaiando para um show solo e o Fred [Reder] me convidou. Ele já havia convidado a Sandra e a Dhu. Foi irrecusável. Estou muito feliz com o musical, onde interpretamos nós mesmas”, comemorou Leiloca Neves.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sobre o surgimento e a carreira de sucesso das Frenéticas, Leiloca e Dhu contaram que os momentos eram difíceis, por ser período da ditadura. “Era uma época muito difícil e aí chegamos loucas dizendo ‘você vai ficar louco dentro de mim’. Para ter uma ideia, o presidente mundial da [gravadora] Warner foi ver a gente em Portugal e quis conhecer o fenômeno, que em dois meses era disco de ouro”, disse Leiloca.

Dhu comentou que sente saudade de tudo o que aconteceu na fase do sucesso do grupo. “Sou uma boa canceriana. Sou saudosista. Viajávamos demais. Passamos mais tempo em hotéis e aviões do que em casa. Mas era muito bom voltar para casa e encontrar a família reunida. Você ia no mercado e recebia o carinho das pessoas, era muito gratificante”, relembrou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais