Direitos de exibição

Artistas ainda não receberam por reprises de novelas na Globo, mas não existe atraso; entenda

A emissora tem um planejamento para esse tipo de pagamento

Publicado em 27/04/2021

A pandemia de coronavírus fez com que a TV Globo precisasse tomar algumas decisões importantes sobre sua programação, principalmente quando o assunto foi as novelas que estavam no ar e ainda sendo gravadas.

O mais lógico foi dar uma pausa em todas as inéditas e reprises foram escolhidas para assumir o horário, até que fosse possível retomar as gravações. No horário das 21h, a primeira reprise foi da novela Fina Estampa, que originalmente foi ao ar em 2011. Porém, várias outras novelas acabaram sendo resgatadas.

Segundo o site NaTelinha, vários autores e artistas envolvidos nos projetos que foram ao ar, estão na expectativa para receber os valores referentes aos direitos de exibição, mas isso ainda não aconteceu. O site teria conversado com alguns roteiristas, atores e atrizes que estiveram nessas produções e todos teriam confirmado que ainda não receberam nada.

A matéria ainda falou com uma autora e ela explicou que uma cláusula nos contratos garantem o pagamento, inclusive, se a produção for exibida em horário nobre. Com isso, os autores teriam direito a uma quantia de 30% do salário que tinham na época da exibição original. Porém, o site também falou com um outro autor, que fez questão de deixar claro que quando acontece esse tipo de reprise, os salários costumam ser pagos de tempos em tempos, geralmente a cada cinco anos. Sendo assim, não existe atraso.