Ariadna revela traumas do No Limite: “Todo mundo tem as suas limitações”

Sobrevivente na vida, ela revela que vai levar boas lembranças da sua equipe

Publicado em 27/5/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Que Ariadna teve dias difíceis no No Limite, o público sabe. A ex-participante ultrapassou seus limites logo no primeiro dia de programa, quando precisou descer rolando da duna após pegar sua bandana. E depois foram noites de chuva, dias de fome e até preconceito.

Mas isso não a desanimou, em entrevista ela contou que: “Apesar de não ter a mesma força e preparo físico de outras pessoas, acho que todo mundo tem as suas limitações. Eu tive as minhas. Talvez o fato de eu estar com dor na perna e de ter passado mal logo no início fez com que as pessoas pensassem que eu era a mais fraca”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Apesar disso, ela conta que teve momentos importantes na sua tribo: “Mas dentro do grupo, na convivência do acampamento, eu fui muito ativa, queria mostrar atividade: buscava lenha, subia em árvore, encontrei o lago, ajudava na hora de fazer fogo e até ensinei o pessoal a amolar faca na pedra”.

Ainda sobre a Tribo carcará, Ariadna conta: “Eu não poderia ter caído em uma tribo melhor, foi um presente. Nós tivemos uma conexão que acho que a outra tribo não teve. Foi um encontro! E eu cheguei a falar isso para eles. Tínhamos alguns desentendimentos na tribo, mas quando a gente saía daquele acampamento, tudo ficava para trás. Era um segurando a mão do outro”.

A cobertura completa de No Limite você confere no Observatório da TV e em nosso canal no Youtube

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio