Apresentador policial do SBT faz piada racista e revolta internautas; veja vídeo

Publicado há 2 anos
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Apresentador do programa Alterosa Alerta, apresentado diariamente pela TV Alterosa, afiliada do SBT em Minas Gerais, Stanley Gusman provocou polêmica nas redes sociais nesta terça-feira (9). Ele fez uma piada de conotação considerada racista ao criticar os números oficiais do Kantar Ibope. Gusman comemorava os números da transmissão ao vivo de seu programa no Facebook.

Ao passar de 1.200 visualizações ao vivo, Gusman começou a criticar o Instituto. “Aqui é Minas Gerais respondendo. Não é naquele número daquele demônio daquele tal Ibope! É respondendo na tela da televisão! O Ibope é do demônio”, afirmou Gusman. Ele ia fazer um merchandising, mas decidiu fazer uma outra piada com o seu repórter.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Entretanto, a fala foi polêmica. Gusman disse que sabia que o nome do dono do Ibope e que se ele fosse bom, não terminava em “negro” e sim em “branco”. “Olha, eu sei muita coisa! Dentre elas, eu sei o nome do dono do Ibope. O nome do cara é Montenegro! Se ele fosse bom, seria Montebranco!”, afirmou o apresentador. O repórter da atração ficou constrangido com a “piada”.

Todavia, Gusman tentou se justificar logo após notar o que tinha falado. “O Montenegro não é de negro de cor não, gente. É escuro, escuridão. Onde é o céu? Branco. Onde é o inferno? Negro!”, disse Gusman aos risos.

Entretanto, Gusman cometeu um erro. A divisão responsável pela medição de audiência da TV do Ibope foi vendida em 2014 pela Família Montenegro. Desde então, ela é comandada pela empresa holandesa Kantar e passou a se chamar Kantar Ibope Media. Carlos Eduardo Montenegro, ex-presidente, ficou apenas com o Ibope Inteligência. Essa empresa atua em outras áreas de levantamento.

Repercussão da fala de Stanley Gusman foi alta nas redes sociais

Rapidamente, o vídeo caiu nas redes sociais e causou revolta. Além disso, a deputada estadual Andréia de Jesus (PSOL-MG) afirmou em seu Instagram que vai entrar com uma representação sobre a “piada” no Ministério Público Federal em Minas Gerais (MPF-MG) por racismo.

Por fim, o canal do programa no YouTube apagou a íntegra da atração, disponibilizada diariamente, assim que o trecho acusado de racismo começou a rodar nas redes sociais. Stanley Gusman também desativou sua conta no Instagram.

Procurado por telefone pelo Observatório da Televisão, o apresentador não respondeu aos contatos. Caso o faça, a matéria será atualizada.

Veja o vídeo:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio