Apresentador do Fofocalizando gera polêmica ao falar de apropriação cultural e diz que samba nasceu na África

Publicado há 9 meses
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O apresentador Décio Piccinini, do Fofocalizando, causou polêmica, nesta sexta-feira (28), ao falar sobre apropriação cultural. O assunto era o novo visual da atriz Isabella Santoni, que passou a usar trança. Para Piccinnii, não é possível compreender a reclamação toda que houve sobre a aparência da garota.

“Eu não entendo isso. Eu, por exemplo, adoro samba. Como é um ritmo nascido na África, seguramente, se eu sair cantando samba por aí, eu estou me apropriando culturalmente de algo que não é da minha raça original”, explicou ele.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na sequência, foi interrompido por Gabriel Cartolano: “Mas a gente em que lembrar que o samba foi marginalizado durante muito tempo, Décio. Aí, quando os brancos começaram a cantar, aí tirou essa imagem. Há alguma coisa estranha aí na história”.

A polêmica seguiu

Mas Décio não se calou: “A Isabella que penteie o cabelo dela como ela desejar. Ela não está cometendo nenhum tipo de pecado, ela não está cometendo nenhum tipo de apropriação. Isso é, simplesmente, na minha opinião, ridículo, é apenas isso”.

Leão Lobo entrou na discussão e falou que é legítima a reivindicação do povo negro sobre o reconhecimento cultural. “Eles têm todo o direito”, avaliou. Carlolano, então, lembrou sobre a questão do comércio, que lucra com a história sofrida da cultura negra, sem deixar clara a origem.

“Quando não dó para a gente, às vezes, a gente não entende. A gente não consegue entender, a gente vê só a beleza. Mas, se existe a dor do outro, a gente tem que abrir um espaço para… Deve estar errado e eu não estou entendendo porque durante a história, durante o aprendizado dentro de casa, a gente não teve essa cultura tão rica para entender que pode magoar alguém”, disse Chris Flores.

No final, Décio manteve sua posição. “Chris, aí que eu entendo menos ainda porque no momento que uma atitude como essa, por parte da Isabella vem a popularizar algo que era motivo de chacota, de perseguição e de sofrimento para as pessoas que usavam antes… no momento que ela adere a essa moda, ela não está ajudando a popularizar isso?”, disse ele.

Assista

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais