Após deixar o Grupo Silvio Santos, Guilherme Stoliar fala sobre futuro da TV aberta

O executivo sugeriu o que poderia ser feito nas emissoras

Publicado há um mês
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Depois de anos como CEO do Grupo Silvio Santos, Guilherme Stoliar deixou a empresa após 49 anos, onde esteve como presidente desde 2010. Em recente entrevista ao jornalista Santos Nascimento, do NaTelinha, o executivo falou sobre o futuro da TV aberta.

A princípio, Guilherme fez questão de ressaltar que defende a abertura do capital estrangeiro nas emissoras do país, já que ele acredita que as emissoras estão quebrando. Ainda segundo o executivo, nenhuma emissora no Brasil está ganhando dinheiro.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Até há pouco tempo, em 2014, só a TV Globo ganhava, agora nem ela. As emissoras de televisão aberta estão quebrando. Não vão continuar suportando por muitos anos se não houver o capital estrangeiro”, disse ele ao site.

Logo depois, ele continuou falando que esse deve ser o único jeito de salvar as emissora brasileiras. “Não tem negócio, ou vai virar igreja o dia inteiro. Não tem mais políticos comprando televisão porque os políticos que compram televisão estão presos ou podem ir”, afirmou.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais