Após confusão com Biel, Amanda Ramalho pede demissão do Pânico

Publicado há 2 anos
Por Fabio Augusto
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma confusão com o funkeiro Biel durante o Pânico na rádio Jovem Pan rendeu o desligamento de Amanda Ramalho do programa.

A humorista anunciou que pediu demissão da atração da atração em seu perfil no Twitter.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu pedi demissão. Não faço mais parte do programa ‘Pânico’. Um beijo aos meus companheiros e amigos que fiz lá. A gente se tromba”, postou.

Leia mais: Neto detona ex-integrantes do Pânico que foram para a Globo: “Babacas”

Amanda participava da bancada do Pânico na rádio desde 2003.

Ela era uma ouvinte assídua do programa e acabou sendo convidada por Emílio Surita e Tutinha (dono da Jovem Pan) para compor o elenco da atração.

Desde então, sempre chamou a atenção do público pelos comentários ácidos, bem como discussões com convidados.

Além do rádio, Amanda ainda fez parte da versão para a TV, que teve seu fim recentemente após decisão da Band.

Amanda Ramalho x Biel

A decisão de Amanda se deu após uma grande confusão que marcou a edição do Pânico nesta terça (23).

A moça discutiu com o cantor Biel e ele acabou deixando os estúdios do programa. Ao final, porém, o clima pesou entre ela e Emílio.

O cantor participava do Pânico e foi questionado por Amanda sobre seu casamento nos Estados Unidos, insinuando que sua relação poderia ter sido apenas por interesse.

Em meio à defesa, Biel relembrou que a humorista havia desejado sua morte na época em que ele precisou deixar o Brasil.

“Eu não estou brigando com você. Eu sou seu fã inclusive. Não conheço a sua pessoa. Você falou que eu deveria ter morrido”, disse.

A discussão começou e a produtora Paulinha tentou intervir, mas Biel não aguentou e acabou se levantando.

Todos ficaram surpresos e Paulinha foi atrás do cantor, dando uma dura em Amanda. Já Emílio lamentou o ocorrido, enquanto Amanda pedia para falar com o chefe.

Leia mais: Pânico confirma fim pra TV, mas anuncia “abertura de caixa preta” em canal no YouTube

Depois do episódio, a humorista se explicou e lamentou em sua rede social.

“Eu não sou do tipo de pessoa que deseja a morte de alguém. Foi uma força de expressão que utilizei na época. Eu mantenho minha posição de repúdio as atitudes dais quais ele foi acusado. Sobre meu comportamento hoje: nem sempre as coisas saem como queremos”.

Assista:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio