Apaixonados em Nos Tempos do Imperador, Augusto e Leopoldina se casaram na vida real?

Novela das seis retrata parte da vida da princesa

Publicado em 27/10/2021 17:12
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos Tempos do Imperador é uma novela que se passa cerca de 30 anos após a Proclamação da Independência do Brasil. Como uma trama que retrata certas verdades da época, apresenta personagens que realmente existiram. A princesa Leopoldina é uma delas.

No folhetim escrito por Thereza Falcão e Alessandro Marson, a filha caçula de Dom Pedro II é interpretada por Bruna Griphao. Atualmente, o público assiste às cenas nas quais ela começa a se apaixonar por um dos pretendentes escolhidos pela família real: Augusto, o Duque de Saxe-Coburgo (Gil Coelho).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O romance inocente que nasce entre os dois tem chamado a atenção do público. No entanto, nem todo mundo sabe o que se passou na vida real. A princesa Leopoldina realmente se casou com Augusto? Ou então ele foi só um entre outros pretendentes?

Lembrando que com a princesa Isabel (Giulia Gayoso) a busca por um noivo não foi acertada de ‘primeira’. O namoro com Pierre Philippe Jean Marie d’Orléans (Gabriel Falcão) não deu certo e logo surgiram novos nomes. Aliás, Augusto foi escolhido como pretendente dela primeiramente e não de Leopoldina.

Somente depois de se conhecerem melhor, que Augusto e Leopoldina acabaram ficando mais próximos de fato. E Isabel, por sua vez, descobriu sua paixão pelo pretendente da irmã, Gastão de Orléans, o Conde D’eu (Daniel Torres). Desse modo, as duas fizeram uma ‘troca’. E vale dizer que Nos Tempos do Imperador está retratando realmente dessa maneira.

Mas, afinal, Augusto e Leopoldina se casaram mesmo?

Sim. Na vida real, Leopoldina e Augusto se uniram definitivamente através de uma convenção matrimonial em 1864. Um dos componentes do contrato de casamento era que eles deveriam morar no Brasil a maior parte do tempo e ter filhos em território nacional.

Na primeira tentativa de terem filhos, Leopoldina sofreu um aborto espontâneo. Meses depois, ela engravidou novamente. Juntos, eles tiveram quatro herdeiros: dom Pedro Augusto, dom José, dom Augusto Leopoldo e dom Luís Gastão. O primogênito, dizem registros históricos, era o predileto de Dom Pedro II.

Apesar da vida amorosa plena, Leopoldina não teve sorte e morreu cedo, aos 23 anos de idade. Em 1871, a princesa apresentou sintomas de febre tifoide e sua saúde se deteriorou em poucas semanas.

Leia também – Nos Tempos do Imperador: Gastão ou Augusto? Saiba quem foi o marido da princesa Isabel

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio