Angélica apaga hit Vou de Táxi da memória no Simples Assim desta semana

Programa contará também com divertida prova de karaokê

Publicado há um mês
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Que música marcou a sua vida? Quem nunca sonhou arrancar uma música chiclete da cabeça? No Simples Assim deste sábado (5), que tem como tema a música, Angélica se diverte com o assunto no esquete gravado com Maria Clara Gueiros.

A atriz vive a Dra. Ana Júlia, terapeuta com quem ela vai tratar de um trauma de sua mocidade e não tem dúvidas ao deitar no divã. “Eu preciso de ajuda! Eu nunca mais consegui pegar um táxi na minha vida!”, reclama ela. E a médica oferece como solução uma espécie de hipnose com regressão que vai deletar para sempre Vou de Táxi da cabeça de Angélica.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em outro esquete, Angélica tem a companhia de Luana Martau para interpretar, respectivamente, Daiana e Danuza, uma dupla de ‘feminejo’. Elas se apresentam numa live, em que imitam os trejeitos e sotaques de Simone e Simaria.

Mas diferentemente das duas, elas não se dão muito bem e acabam disputando os fãs, os holofotes e até quem tem mais histórias de sofrência para contar.

Musicalizando

Além do esquentes temáticos, o Simples Assim começa com uma dinâmica em que Angélica pede para os personagens cantarem a trilha sonora da própria vida em um karaokê.

Mas eles serão surpreendidos quando o intérprete ou compositor da música dá sua nota em uma participação via internet. A avaliação, no entanto, é simbólica: uma surpresa para o personagem que não imagina que o artista estava ali o tempo todo o ouvindo cantar.

A música tem uma importância enorme na minha vida. Foi a música que me lançou, me mostrou para o Brasil inteiro. Não foi só através da televisão, a música que abriu essas portas todas também, e de forma maior até que a TV na época, então devo muito à musica, aos shows que eu fiz. Cantar foi um divisor de águas na minha vida”, comenta Angélica, sobre a trilha de sua própria vida.

O dilema joga luz em uma dúvida que já passou pela cabeça de muitos artistas: se manter em um emprego ou largar tudo para investir na carreira musical. E o experimento vai mostrar o poder que a música tem sobre nós.

Apaixonados por diferentes ritmos musicais serão convidados a entrarem em uma cabine e terão seus sinais vitais monitorados sendo surpreendidos pelo seu ritmo favorito. O resultado é surpreendente.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio